Igreja Videira

A Igreja Videira, é uma denominação cristã, fundada em Goiânia, em 1999, pelo pastor Aluízio A. Silva. Adota o sistema de igrejas em células. É atualmente uma das maiores denominações religiosas em Goiânia, com aproximadamente 150.000 membros pelo Brasil. [3]

Igreja Videira
Classificação Protestante
Orientação Pentecostal

Fundamentalismo cristão

Líder Aluízio Silva [1]
Associações VINHA - Videira e Ministérios Associados
Área geográfica Principalmente no Brasil em todos os estados da federação, e em 32 países, dentre eles: Estados Unidos, Canadá, Moçambique, Zâmbia, Perú, Paraguai, Argentina, Chile, Uruguai, Holanda, Bélgica, França, Alemanha, Portugal, Japão, Afeganistão, Iraque e Inglaterra.
Fundador Aluízio Antônio da Silva e Marcelo Almeida[1]
Origem 1997 (23 anos)[1]
Goiânia, Goiás[1]
Separado de Igreja Luz para os Povos[2]
Congregações +-900 Igrejas Videiras e +- 400 igrejas filiadas
Membros 300.000 membros (2018)[3]
Site oficial www.igrejavideira.com.br

HistóriaEditar

Os fundadores da Igreja Videira, Aluízio A. Silva e pastor Marcelo Almeida, foram inicialmente ordenados pastores na Igreja Luz para os Povos, em 1988.[2]

A Igreja Videira foi fundada em 1997, com um grupo de aproximadamente 200 pessoas, após ruptura não amigável com a Igreja Luz para os Povos. As duas denominações se reconciliaram apenas em 2009.[4]

Após a separação, a nova igreja passou a se reunir na casa de Naor Pedroza, que mais tarde se tornou pastor e líder do ministério de jovens da Igreja, Radicais Livres. O núcleo se mudou para um pequeno prédio no setor Jardim América, onde passou a reunir aproximadamente 300 membros. A Igreja Videira foi oficializada com esse nome no dia 20 de fevereiro de 1999, com o nome sugerido por Naor Pedroza. Em março de 2001 a Igreja já reunia 2.400 membros.

O novo prédio foi comprado em 2002, com a doação de um fiel. O templo comporta 4.300 pessoas sentadas. Da mesma forma, a Videira comprou a rádio Vinha FM (91,9 MHz) em 2008. Em 2003, compram uma escola, atualmente Escola Videira, referência na educação por princípios.

CrençasEditar

As doutrinas da Igreja Videira são similares às demais denominações cristãs e pentecostais.

Quanto à participação das mulheres, permite que sejam pastoras, lhes restringindo a tomada de decisões e o governo da igreja, ficando a seu cargo o cuidado com as redes de crianças e juvenis.

Defende a visão da graça de Deus e a Visão dos Vencedores, seguindo o ensino de Watchman Nee, de que todos os crentes são salvos, mas alguns receberão galardão e outros não. Aluizio Silva defende a doutrina da Eleição Incondicional, ensinando o Monergismo.

Ainda assim, a denominação não ser descreve como uma igreja calvinista. Conforme a descrição do pastor Aluízio Silva:

somos muito agostinianos, um pouco calvinistas, arminianos, luteranos e wesleyanos. Temos muito dos pentecostais, carismáticos e do ensino da fé. Faz parte da nossa herança a ênfase na profundidade e integridade da palavra de Deus do irmão Nee. Fomos contagiados por uma paixão pela glória de Deus.

EventosEditar

A partir do ano 2000 a igreja passou a realizar anualmente a Conferência Radicais Livres, que ocorre em Goiânia no mês de setembro.[5][6][7]

Em 2001, a Igreja realizou o "batismo dos mil", onde mil pessoas foram batizadas no Parque Vaca Brava, e dois anos depois cinco mil pessoas foram batizadas em um evento no ginásio Goiânia Arena.

Em 2012, cerca de 50 mil participantes estiveram presentes a conferência.[8] No ano de 2014 a Conferência contou com a participação de 40 mil pessoas[9], e em 2015, 50 mil, sendo transmitida em TV Aberta[10][11] e rádio.[12] A partir do ano de 2016, a Conferência passou por uma nova estruturação, sendo o evento a partir de então apenas para os líderes de células de jovens e adolescentes de todo o Brasil, e a partir de 2017 bianual.

A Igreja ficou conhecida em Coxim, por manifestações contra a pedofilia.[13]

Referências

  1. a b c d «Sobre a Igreja Videira». Consultado em 6 de maio de 2019 
  2. a b «Galeria de fotos históricas da Igreja Videira». Consultado em 6 de maio de 2019 
  3. a b «Igreja Videira tem 40.000 membros». 13 de setembro de 2018. Consultado em 3 de fevereiro de 2019 
  4. Guilherme Burjack de Carvalho (2014). «Pontifícia Universidade Católica de Goiás:Vencedores e Vencedores: Uso de Marketing Multinível como estratégia de expanção de uma igreja nepentecostal» (PDF). Consultado em 6 de maio de 2019 
  5. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  6. «Conferência Radicais Livres». Consultado em 22 de maio de 2015. Arquivado do original em 10 de janeiro de 2016 
  7. «Conferência Radicais Livres 2014». Consultado em 6 de maio de 2019 
  8. «Conferência Radicais Livres reúne 50 mil pessoas». Consultado em 6 de maio de 2019 
  9. «Conferência Radicais Livres reúne 40 mil pessoas em Goiânia». Consultado em 6 de maio de 2019 
  10. «Transmissão Aberta da Conferência Radiciais Livres=6 de maio de 2019» 
  11. «Sobre a Conferência Radicais Livres». Consultado em 22 de maio de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  12. «Coferência Radicais Livres transmitida por rádio». Consultado em 5 de setembro de 2014 
  13. «Igreja Videira protesta cntra pedofilia» 

Ligações externasEditar