Igreja da Conceição Velha

igreja de Lisboa, Portugal
Igreja da Conceição Velha
Igreja Conceição Velha.jpg
Apresentação
Tipo
Diocese
Dedicado
Estilo
Estatuto patrimonial
Monumento Nacional (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Localização
Endereço
Coordenadas

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha, também designada por Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, é uma igreja localizada na Baixa de Lisboa, na Rua da Alfândega, perto da Praça do Comércio, na freguesia de Santa Maria Maior.[1]

Portal manuelino da Igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha. No tímpano esculpido figura Nossa Senhora da Misericórdia com o seu manto cobrindo várias personalidades portuguesas do início do século XVI

A igreja combina vários estilos arquitetónicos, resultado da reconstrução realizada após o terramoto de 1755, quando a maioria dos edifícios da cidade foi destruída. A configuração atual resultou da reconstrução após o terramoto da antiga Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia de Lisboa, sede da primeira Misericórdia do país.

A sua fachada é, juntamente com o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém, uma das melhores estruturas do manuelino sobreviventes ao grande terramoto.[carece de fontes?]

Está classificada como monumento nacional desde 1910.[2]

Vista da antiga Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia, Georg Braun e Frans Hogenberg, Civitates orbis terrarum (Colónia, 1598), vol. 5

HistóriaEditar

A primitiva igreja existente no local, a Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia,[2] era o segundo maior templo da Lisboa manuelina a seguir ao Mosteiro dos Jerónimos, em Belém. Fora mandada edificar por D. Manuel I e concluida em 1534, como sede da Misericórdia instituída em 1498 por iniciativa de Leonor de Viseu, sua irmã e viúva de D. João II de Portugal, e do seu confessor Frei Miguel Contreiras. Quando o templo foi destruído pelo terramoto, os elementos resgatados foram incorporados na nova edificação que passou a chamar-se da Conceição Velha.

Com o terramoto ruiu também a Igreja da Conceição dos Freires, que D. Manuel doara em 1502 aos freires da Ordem de Cristo. Esta igreja fora instituida no lugar da sinagoga após a extinção da Judiaria Grande em 1496. A denominação Igreja da Conceição, passou para a nova igreja reconstruida.[2]

No interior pombalino, possuindo apenas uma nave, a capela do Santíssimo Sacramento da antiga Igreja da Misericórdia corresponde ao altar-mor. Na capela-mor encontra-se um quadro com dedicatória a Nossa Senhora do Restelo, oferta do Infante D. Henrique aos freires. O interior da igreja foi reconstruído no século XVIII e está decorado com azulejos e estuque trabalhado. A autoria é de Francisco António Ferreira Cangalhas e Honorato José Correia.

A Irmandade da Misericórdia foi transferida para Igreja Jesuíta de São Roque. Recebeu este nome para a diferenciar da igreja da Conceição Nova. Pertenceu à Misericórdia até 1768 e até 1834 aos freires de Cristo tiveram-na como templo seu.

ReabilitaçãoEditar

 
Pormenor do tímpano

Em outubro de 2013, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa anunciou o investimento de 1,1 milhões de euros na sua reabilitação. As obras de restauro avançaram no início de 2014 e no dia 8 de Dezembro desse ano abriu novamente portas a “nova” igreja[3].

BibliografiaEditar

  • SILVA, Raquel Henriques da, “Arquitectura religiosa pombalina”, Monumentos, Revista Semestral de Edifícios e Monumentos, n.º 21, Lisboa, Setembro 2004, p. 112.

Referências

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Igreja da Conceição Velha

Ligações externasEditar