Abrir menu principal
Mapa topográfico das Ilhas Auckland.

As Ilhas Auckland (ou, na sua forma portuguesa, Auclanda[1]) ou Motu Maha (50° 42' S 166° 5' E) formam um arquipélago, em que se incluem as seguintes ilhas: Ilha Auckland, Ilha Adams, Ilha Enderby, Ilha Decepção, Ilha Ewing, Ilha Dundas e Ilha Green. Elas se encontram a 465 km do porto sul da Ilha Bluff, entre as latitudes 50° 30' e 50° 55' S e longitudes 165° 50' e 166° 20' E. As ilhas não têm quaisquer habitantes humanos.

Índice

GeografiaEditar

 
Costa sul da ilha principal

A ilha principal (Ilha Auckland), tem uma superfície aproximada de 510 km², e um comprimento de 42 km. Seu terreno é notavelmente acidentado e de escarpas íngremes, alcançando nas áreas mais elevadas 600 m. Os picos mais proeminentes incluem o Pico Cavern (650 m), Monte Raynal (635 m), Monte D'Urville (630 m), Monte Easton (610 m) e da Torre de Babel (550 m).

O extremo sul da ilha atinge uma largura de 26 km. Neste ponto, um canal estreito conhecido como Carnley Harbour (em alguns mapas: o Estreito Adams) separa a ilha principal a partir de da Ilha Adams (área de 100 km ²), que é ainda mais montanhoso, atingindo uma altura de 660m no Monte Dick. O canal éo que restou da cratera de um vulcão extinto.

 
As Ilhas Auckland vistas pela STS-89 em 1998.

O grupo inclui inúmeras outras pequenas ilhas, notadamente a Ilha Decepção (10 km a noroeste da ilha principal) e a Ilha Enderby (1 km ao largo da ponta norte da ilha principal), cada uma com menos de 5 km².

Em termos geológicos, a maior parte das ilhas originou vulcanicamente, com o arquipélago dominado por dois vulcões do mioceno de 12 anos de idade, que foram erodidos.[2] Estes repousam sobre rochas vulcânicas mais antigas datadas de 15 a 25 milhões de anos com granitos e rochas sedimentares de cerca de 100 milhões de anos atrás.[3]

HistóriaEditar

 
Mapa da costa sul da Nova Zelândia.

Descoberta e explorações iniciaisEditar

Há alguns elementos que comprovam que foram os polinésios que primeiro descobriram as Ilhas Auckland. Vestígios de ocupação polinésia, possivelmente datando de século XIII, foram encontrados por arqueólogos na Ilha Enderby. [1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier (1941). Topónimos e Gentílicos. I. Porto: Editora Educação Nacional, Lda. 
  2. Shirihai, H (2002) A Complete Guide to Antarctic Wildlife. Alua Press:Degerby, Finland ISBN 951-98947-0-5
  3. Denison, R.E.; Coombs, D.S. (1977). «Radiometric ages for some rocks from Snares and Auckland Islands, Campbell Plateau». Earth and Planetary Science Letters. 34 (1): 23-29. doi:10.1016/0012-821X(77)90101-7 

Leitura adicionalEditar

  • Wise's New Zealand Guide (4th ed.) (1969). Dunedin: H. Wise & Co. (N.Z.) Ltd.
  • Appendix to the Journals of the House of Representatives of New Zealand (1863, Session III Oct-Dec) (A5)

Ligações externasEditar