Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Entrada do Instituto Hélio Amaral

O Instituto Hélio Amaral (IHA) é um centro cultural localizado no município brasileiro de Caratinga, no leste do estado de Minas Gerais. Foi criado no dia 12 de junho de 2004 e declarado como bem de utilidade pública em outubro de 2007. Instalado em uma área própria de cerca de 5 mil², conta com biblioteca, auditório, museu e espaço para eventos culturais, dentre outros atrativos. Ocasionalmente é palco de eventos e exposições abertas à comunidade,[1][2][3] inclusive através de parcerias da prefeitura.[4]

Também abriga o Vitral das Carmelitas, que é tombado como patrimônio cultural municipal.[5] O IHA edita o jornal "Nós". No jornal de número 05, que nos lembra que o instituto foi criado sem ajuda financeira, lemos: "Sendo uma cidade sede de duas Instituições universitárias ativas com dezenas de cursos, ressentia-se Caratinga de uma instituição voltada prioritariamente para a cultura. Mesmo sem gozar de benefício das autoridades políticas e do empresariado local, criou-se ambiente para escritores, artistas, músicos e amigos da cultura em geral".

Em 2015 o jornal "Nós" passou a contar com uma edição virtual divulgada por meio do Facebook.

Índice

Lançamentos de LivrosEditar

 
Casarão datado de 1894 no Instituto Hélio Amaral, onde funciona o museu.
 
Vitral das Carmelitas, patrimônio cultural municipal mantido pelo instituto.

Outras realizaçõesEditar

  • Exposições: “Lentes do passado – fotos antigas da cidade de Carainga” – José Brice 2005 e 2006.
  • “Exposição de Artes Plásticas, técnica mista” – Sinval – 2007.
  • REATIVAÇÃO DOS CABOCLINHOS - com várias apresentações em 2007.
  • Publicação do jornal "NÓS": informativo cultural do Instituto Hélio Amaral.
  • Comemoração do 19 de abril - Dia do Índio

Referências

  1. Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) (30 de outubro de 2007). «Diário do Legislativo de 30/10/2007» (PDF). p. 4. Consultado em 10 de julho de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 4 de julho de 2017 
  2. Super Canal (28 de agosto de 2017). «No próximo dia 31 o Instituto Hélio Amaral abrirá as portas e será palco de lançamento e inaugurações». Consultado em 10 de julho de 2018. Cópia arquivada em 10 de julho de 2018 
  3. Gazeta de Varginha (12 de junho de 2018). «Coluna Minas Gerais - Caratinga resgata a 'Fogueira de São João'». Consultado em 10 de julho de 2018. Cópia arquivada em 10 de julho de 2018 
  4. Prefeitura (10 de abril de 2015). «Prefeitura e Instituto Hélio Amaral resgatam herança cultural indígena». Consultado em 10 de julho de 2018. Cópia arquivada em 4 de julho de 2017 
  5. Jornal Diário de Caratinga (3 de janeiro de 2018). «Patrimônio Cultural de Caratinga». Consultado em 10 de julho de 2018. Cópia arquivada em 10 de julho de 2018 

Ligações externasEditar