Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro

Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro
(IHGRJ)
Tipo Instituto Privado, reconhecido de utilidade pública.
Fundação 6 de dezembro de 1957 (62 anos)
Estado legal Ativa
Propósito Compromisso com o desenvolvimento da cultura historiográfica e geográfica nacional, precipuamente voltadas ao estado e à cidade do Rio de Janeiro, e sua preservação e disponibilização à sociedade.
Sede Rio de Janeiro
 Rio de Janeiro
 Brasil
Línguas oficiais Português
CEO Neusa Fernandes (Presidente do IHGRJ)
Fundador(a) Vários fundadores
Sítio oficial https://ihgrj.org.br/

O Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro é uma instituição que tem natureza jurídica de entidade privada com fins culturais históricos, geográficos e ciências afins, sobre o estado e a cidade do Rio de Janeiro, e sua ambientação em caráter nacional.[1]

HistóriaEditar

 
Edição de 1996 da Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro.

Criado em 6 de dezembro de 1957, primeiramente denominado Instituto Histórico e Geográfico da Cidade do Rio de Janeiro, até 8 de março de 1966 quando a denominação oficial foi alterada para Instituto Histórico e Geográfico do Estado da Guanabara e em 26 de dezembro de 1974 passa a ter a denominação atual.[2] Seus fundadores foram: Afonso Várzea, Antônio Carneiro Leão, Ariosto Berna, Augusto Maurício Queirós Ferreira, Douglas Sidney Amora Levier, Eduardo Tourinho, Henrique Foreis Domingues “Almirante”, João Batista de Matos, Mário da Veiga Cabral, Manoel Paulo Teles de Matos Filho, Nelson Costa, Odorico Pires Pinto, Pedro Calmon Muniz de Bitencourt e Sílvio Salema Garção Ribeiro.[3][4][5]

Reconhecido de utilidade pública estadual e municipal pela Lei LEI N.º 3.492 de 14 de janeiro de 2003,[6] consolidada pela Lei Nº 5.242, de 17 de janeiro de 2011.[7]

FinalidadesEditar

Dentre outras, essas são os principais objetivos do IHGRJ.[8]

  • Pesquisar, estudar e difundir a História e a Geografia da Cidade e do Estado do Rio de Janeiro;
  • Defender e promover seu patrimônio natural e cultural;
  • Buscar o domínio das informações relativas ao Rio de Janeiro para oportuna organização de um banco de dados fluminense;
  • Interagir com seus congêneres estaduais, para o desenvolvimento do Sistema Nacional de Institutos Históricos.

PublicaçãoEditar

A instituição edita a Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro.[9]

Referências

  1. Conforme o estatuto do IHGRJ.
  2. TAPAJÓS, Vicente, et ali. Dicionário biobibliográfico de historiadores , geógrafos e antropólogos brasileiros. Rio de Janeiro: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, 1993.
  3. IHGRJ. Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: IHGRJ. Edição s/n, 1996/1997.
  4. Holanda, Sérgio Buarque de. História Geral da Civilização Brasileira. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1970
  5. FLORES, Moacyr. Dicionário de História do Brasil. Porto Alegre: Editora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 1996.
  6. Diário Oficial da Cidade do Rio de Janeiro, edição do dia 16/01/2003.
  7. LEI Nº 5.242, DE 17 DE JANEIRO DE 2011. Consolida a Legislação Municipal referente às concessões de utilidade pública. Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Acesso em 20 de dezembro de 2016.
  8. Estatuto Social, artigo 2º. Disponível em https://www.ihgrj.org.br/estatuto.html
  9. «Revista do IHGRJ». IHGRJ. Consultado em 24 de março de 2019