Abrir menu principal
Instituto Ipsos
Atividade Instituto de pesquisas
Fundação 1975
1997 (no Brasil)
Sede Paris
Área(s) servida(s) Mundo
Locais Mundo
Empregados 16.000
Website oficial Ipsos França
Ipsos Brasil

Instituto Ipsos é a terceira maior empresa de pesquisa e de inteligência de mercado do mundo. Fundada na França em 1975, a Ipsos conta hoje com 16.000 funcionários e está presente em 87 países, incluindo o Brasil.[1]

ImpeachmentEditar

Segundo pesquisas do Ipsos, em 1º de fevereiro de 2016, 60% dos brasileiros apoiam o processo de impeachment de Dilma Rousseff[2]

A pesquisa também constatou que a gestão da presidente Dilma é considerada ruim ou péssima por 79% dos entrevistados. Já 15% a classificaram como regular e apenas 5% como ótima ou boa.[2]

Lava JatoEditar

De acordo com Ipsos, 1º de fevereiro de 2016 apontou que cerca de 8 em cada 10 brasileiros são favoráveis a continuidade da Operação Lava Jato até o fim das investigações, mesmo que isso gere instabilidade política no país. A pesquisa ouviu 1.200 pessoas durante o ano de 2015.[3]

Para o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, essa percepção dos entrevistados em relação à Lava Jato mostra o quanto a população precisa de uma solução para a corrupção. “A atuação dos agentes federais no combate à corrupção atraiu a atenção da sociedade e isso se reflete na confiança e credibilidade que recebe da população”.[3]

Outras pesquisasEditar

Uma pesquisa nacional do Instituto Ipsos em parceria com a Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), demonstra o crescimento de hábitos culturais nos brasileiros nos últimos oito anos. Foram ouvidos 1.200 consumidores em 72 municípios de todo o país entre os dias 2 e 14 de dezembro de 2015. O número de pessoas que disseram ter ido ao cinema e ao teatro cresceu 100%, passando de 17%, em 2007, para 35%, em 2015, e de 6% para 12%, na mesma comparação, mostra a pesquisa.[4]

Em uma outra pesquisa, desta vez realizada pelo Ipsos MORI, o Brasil foi eleito o 3º (terceiro) país mais ignorante do mundo, ficando atrás apenas do México e da Índia, primeiro e segundo lugar, respectivamente. No estudo denominado Perils of Perception (Perigos da Percepção), realizado com 33 países, foram feitas 12 perguntas, tais como "Qual a porcentagem de imigrantes no seu país?" e "Qual a porcentagem de brasileiros com acesso à internet", e depois comparou-se as respostas com os dados reais. A pesquisa foi feita entre os dias 1 e 16 de outubro, e participaram dela cerca de 1000 brasileiros. Por outro lado, o país com a população mais consciente sobre a realidade do seu país foi a Coréia do Sul, seguida pela Irlanda e pela Polônia, respectivamente.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Ipsos Brasil - Institucional». Ipsos. Consultado em 8 de março de 2016 
  2. a b Inaldo Sampaio. «Pesquisa do Ipsos revela que 60% dos brasileiros apoiam o impeachment». CBN. Consultado em 8 de março de 2016 
  3. a b «Brasileiros querem a continuidade da Operação Lava Jato até o fim das investigações». FENAPEF - Federação dos Policiais Federais. 2 de fevereiro de 2016. Consultado em 8 de março de 2016. Arquivado do original em 9 de março de 2016 
  4. Agência Brasil (27 de fevereiro de 2016). «Brasileiros passam a frequentar mais cinemas e teatros, diz pesquisa». Consultado em 8 de março de 2016 
  5. GERMANO, Felipe (14 de dezembro de 2015). «Brasil é o terceiro país mais ignorante do mundo». Ideias. Guia do Estudante. Consultado em 30 de setembro de 2016 

Ligações externasEditar