Abrir menu principal
Instituto J. Craig Venter
Tipo instituto de pesquisa
Inauguração 1992
Dissolução 2007
Website oficial
Geografia
Localização Rockville, La Jolla
País Estados Unidos

O instituto J. Craig Venter é um instituto sem fins lucrativos fundado pelo investigador do genoma Craig Venter, em Outubro de 2006, como resultado da fusão de quatro organizações: o Centro para o Progresso da genética, Instituto de Pesquisa Genética, o Instituto para Alternativas Biológicas de Energia, e o Centro de tecnologias conjuntas da Fundação J. Craig Venter. Tem centros de pesquisa em Rockville, Maryland e La Jolla, Califórnia.[1][2][3]

A 20 de Maio de 2010, o instituto anunciou a criação do primeiro organismo vivo com genoma totalmente sintético, desenvolvido artificialmente a partir de compostos químicos.[4] Para tal,a equipa, da qual faziam parte o próprio Venter, Clive Huntchison e o famoso Hamilton Smith, copiou quase integralmente o genoma da bactéria orgânica M. capricolum e translado-o para um exemplar dessa bactéria. A equipa conseguiu com sucesso assegurar a reprodução dessa primeira espécie sintética, assim como a produção de certas novas proteínas por parte dessa mesma espécie.[5]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 21 de maio de 2010. Arquivado do original em 17 de janeiro de 2012 
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 21 de maio de 2010. Arquivado do original em 26 de maio de 2010 
  3. http://edition.cnn.com/2007/HEALTH/09/04/dna.venter/index.html
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 21 de maio de 2010. Arquivado do original em 23 de maio de 2010 
  5. http://www.sciencemag.org/cgi/content/full/328/5981/958

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.