Jacob Matham

Jacob Matham (Haarlem, 15 de outubro de 1571 — Haarlem, 20 de janeiro de 1631) foi um importante gravurista dos Países Baixos.

Jacob Matham
Nascimento 15 de outubro de 1571
Haarlem
Morte 20 de janeiro de 1631 (59 anos)
Haarlem
Sepultamento Igreja de São Bavão
Cidadania Países Baixos
Filho(s) Theodor Dirck Matham, Adriaen Matham, Jan Matham
Ocupação gravador(a), desenhista, gravador em placa de cobre, pintor

BiografiaEditar

 
Gravura de uma baleia encalhada, segundo Hendrik Goltzius.

Ele era enteado e aluno do pintor e desenhista Hendrik Goltzius,[1]  e cunhado do gravador Simon van Poelenburgh, tendo se casado com sua irmã, Marijtgen.[2][3] Ele fez várias gravuras após as pinturas de Peter Paul Rubens de 1611-1615,[4] e também uma série após a obra de Pieter Aertsen.[5] Em 1613, o gravador Jan van de Velde foi seu aprendiz.[6] Ele era o pai de Jan, Theodor e Adriaen Matham, o último dos quais era um notável gravador por direito próprio.

Ver tambémEditar

Referências

Links externosEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Jacob Matham», especificamente desta versão.