Abrir menu principal

Jarmelo é uma antiga vila e sede de município português, estatuto que perdeu em 1855, ano em que foi extinto e o seu território integrado no concelho da Guarda.

Concelho extinto de Jarmelo
Extinção do concelho 1855
Freguesias do concelho Ribeira dos Carinhos, Jarmelo (São Miguel), Jarmelo (São Pedro), Pínzio, Pomares, Jarmelo (Santa Maria Maior), Argomil, Cheiras, Rabaça,Toito, Trocheiros,Lamegal, Penha Forte, Codesseiro
Antigos Concelhos de Portugal Flag of Portugal.svg

O concelho era constituído, até ao início do século XIX, por doze freguesias:

Tinha, em 1801, 3 083 habitantes e 99 km². Mais tarde foram anexadas as freguesias de Lamegal e Penha Forte[2] e de Codesseiro,[3] tendo sido extintas algumas das mais pequenas freguesias do concelho. Em 1849 tinha 4 918 habitantes e 132 km².

Actualmente, o território da antiga vila reparte-se pelas freguesias de São Miguel do Jarmelo e de São Pedro do Jarmelo.

Reza a lenda que, por causa dos amores e dissabores do infante D. Pedro com Inês de Castro, esta vila sofreu na pele toda uma atrocidade e brutalidade que ainda hoje, passados sete séculos, estão bem patentes e visíveis nas terras e almas dessa bendita/amaldiçoada serra (que não fique pedra sobre pedra...).

Referências

  1. «Paróquia de Castanheira». Arquivo Distrital da Guarda. Consultado em 11 de Março de 2014 
  2. «Paróquia de Lamegal». Arquivo Distrital da Guarda. Consultado em 11 de Março de 2014 
  3. «Paróquia de Codeceiro». Arquivo Distrital da Guarda. Consultado em 11 de Março de 2014 

Ligações externasEditar