João Crescêncio

Nobres da Itália

João Crescêncio (Giovanni Crescenzio) (? - 1012), filho de Crescêncio II (? - 998), nasceu em Roma.

João Crescêncio
Nascimento século X
Roma
Morte 18 de maio de 1012
Roma
Cidadania Estados Papais
Progenitores
Ocupação patrício

No início de 1001 uma revolta eclodiu em Roma contra Otão III, que então residia permanentemente na Cidade Eterna. O imperador e o Papa Silvestre II foram obrigados a fugir. É bastante provável que João Crescêncio fosse o motor dessa rebelião.[1]


De qualquer forma, depois disso, ele tornou-se na maior autoridade em Roma e, depois da morte de Otão III (janeiro de 1002), tomou o título de seu pai, Patricius Romanorum. O papa Silvestre II foi autorizado a regressar a Roma, mas tinha pouco a ver com o governo temporal. O mesmo se pode dizer dos seus sucessores: João XVII (1003), João XVIII (1003-1009) e Sérgio IV (1009-1012), todos nomeados por influência de João Crescêncio.[1]

O patricius morreu na primavera de 1012 e, com ele, acabou a influência dos Crescêncios em Roma.[1]

Referências

  1. a b c «Catholic Encyclopedia (1913)/Crescentius - Wikisource». en.wikisource.org. Consultado em 3 de maio de 2012 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.