João de Bettencourt Vasconcelos

João de Bettencourt de Vasconcelos (Angra, 3 de Julho de 1589Angra, 1670) foi um fidalgo português que nas funções de capitão-mor de Angra teve um papel determinante na aclamação de D. João IV de Portugal nas ilhas do Grupo Central dos Açores e na subsequente expulsão das forças espanholas aquarteladas na ilha Terceira.[1]

João de Bettencourt Vasconcelos
Nascimento 1589
Angra do Heroísmo
Morte 1670 (80–81 anos)
Angra do Heroísmo
Cidadania Portugal

BiografiaEditar

Foi morgado de uma das mais importantes casas vinculares da ilha Terceira, sendo cunhado de Francisco Ornelas da Câmara.

Em 4 de março de 1642 assumiu o governo da Fortaleza de São João Baptista da Ilha Terceira, quando da capitulação da guarnição castelhana daquela praça, naquela data, após um ano de cerco.

Em 20 de Maio de 1624 foi-lhe concedido o foro de fidalgo e, por alvará de 12 de Abril de 1642, a Comenda de Santa Maria de Tondela.

Em 27 de Abril de 1646 foi-lhe concedida mercê de capitão-mor de Angra do Heroísmo.

Notas

BibliografiaEditar

  • ARAÚJO, Miguel Cristóvão de (Major). O Castelo de S. Filipe do Monte Brasil. Angra do Heroísmo: s.e., 1973. 164p. fotos.
  • CAMPOS, Alfredo Luís. Memória da Visita Régia à Ilha Terceira. Angra do Heroísmo: Imprensa Municipal, 1903.
  • FORJAZ, J. e MENDES, A. (2007), Genealogias da ilha Terceira. Lisboa, Dislivro, II: 26.
  • MALDONADO, M. L. (1990), Fenix Angrence. Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira, II: 139.


  Este artigo sobre figuras históricas dos Açores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.