Abrir menu principal
Peridis
Feira do Livro de Madrid, 2016
Nome completo José María Pérez González
Nascimento 28 de setembro de 1941 (77 anos)
Flag of Spain.svg Espanha, Cabezón de Liébana
Ocupação arquiteto, caricaturista
Prémios
Prémio Mingote de Humor (1983)[1]

Prémio Europa Nostra (1988),[1]
Medalha de Ouro de Mérito nas Belas Artes[1][2]
Medalha da Província de Palência[1]
Medalha de Mérito Turístico[1]
Medalha de Mérito no Trabalho em 2005[3]
Prémio real Fundación de Toledo[1]

Prémio Novia Salcedo[4]

José María Pérez González (Cabezón de Liébana, 28 de setembro de 1941), conhecido como Peridis, é um arquiteto e caricaturista espanhol.

Índice

Biografia e obraEditar

Apesar de ter nascido em Cabezón de Liébana, na Cantábria, passou a sua infância em Aguilar de Campoo, em Castela e Leão. Após frequentar um bacharelato em Plasência, estudou Arquitetura na Escola Técnica Superior de Arquitetura de Madrid, onde obteve o título de arquiteto em 1969.[1][5]

É especialista em restauro e reabilitação de monumentos. Alguns dos seus trabalhos nesta área sáo, entre outros: Mosteiro de Santa Maria la Real em Aguilar de Campoo, Biblioteca Pública de Castela-Mancha, no Alcázar de Toledo, Ayuntamiento de Villarrobledo, Teatro Principal de Burgos, Teatro García Lorca de Getafe, Real Fábrica de Paños de Ezcaray, Castelo Fortaleza en Castellar de la Frontera, Museu Etnográfico e Ayuntamiento em San Sebastián de los Reyes, e o Museu do Humor, no Palácio de Lizana de Alcalá de Henares.[1]

É colaborador de vários media, nomeadamente do jornal diário El País, sendo autor de várias tiras humorísticas de cariz político nas quais comenta e analisa a atualidade espanhola.

Em 1985 foi promotor e fundador do "Programa de Formação e Emprego para Jovens em Recuperação do Património", das "Escolas-oficina"[6][1] e "Casas de Ofícios", criado pelo INEM (Instituto Nacional de Emprego) e apoiado pelo Fundo Social Europeu, uma instituição que promoveu a formação de artesão especialistas na conservação de património de mais de 50 000 jovens em toda a Espanha e América Latina.[5][4]

Em 1994 fundou em Aguilar de Campoo a Fundação Santa Maria la Real para, entre outros fins, promover a conservação, restauro e manutenção do Mosteiro de Santa Maria la Real. Desde dezembro de 2004 que preside a essa instituição,[7][4] onde também dirige a Enciclopedia del románico en la península Ibérica.[7][8]

Em 2002 gravou a primeira temporada do documentário televisivo Las Claves del Románico (lit.: As Chaves do Românico).[9][10]

LivrosEditar

Parte da sua obra escrita na imprensa foi publicada em livros como Los animalillos políticos de la transición de Peridis (1977), De la Constitución al golpe (1981) e Seis años para el cambio, (1977-82), entre outros.

Publicou também dois livros autobiográficos, El cabo caricaturas e Luz cenital, incluindo o último um epílogo de José Saramago.[11]

DistinçõesEditar

Recebeu várias distinções, como por exemplo, o Prémio Mingote de Humor (1983), o Prémio Europa Nostra (1988),[1] da Associação de Amigos do Mosteiro de Aguilar, a Medalha de Ouro de Mérito nas Belas Artes (1993),[1][2] do ministério da cultura de Espanha, a Medalha da Província de Palência, a Medalha de Mérito Turístico, a Medalha de Mérito no Trabalho em 2005[3], o Prémio real Fundación de Toledo e o Prémio Novia Salcedo, este último pelo seu trabalho nas Escolas-oficina.[4]

Em 3 de março de 2000 foi nomeado académico da Instituição Tello Téllez de Meneses, um centro de estudos de Palência.

A sua alcunha ou pseudónimo deu nome a um Instituto de Educação Secundária em Leganés,[12] um subúrbio de Madrid e a uma rua em Getafe,[13] outro subúrbio da capital espanhola.

NotasEditar

  • Algumas partes do texto foram inicialmente baseadas na tradução do artigo «Peridis» na Wikipédia em castelhano (acessado nesta versão).

Referências

  1. a b c d e f g h i j k «Biografía de Peridis». www.publispain.com (em espanhol). Consultado em 24 de outubro de 2010. Arquivado do original em 7 de maio de 2008 
  2. a b «'Peridis' asegura que Cantabria "es de las regiones que mejor tiene conservado el arte Románico"». www.uimp.es (em espanhol). Universidade Internacional Menéndez Pelayo. 15 de agosto de 2008. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2010 
  3. a b «Peridis, Gabilondo, Sampedro y Serrat, Medalla de Oro al Mérito en el Trabajo». www.elpais.com (em espanhol). El País. 18 de novembro de 2005. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2010 
  4. a b c d «Premio NoviaSalcedo». www.santamarialareal.org (em espanhol). Fundación Santa María la Real-Centro de Estudios del Románico. Consultado em 24 de outubro de 2010. Arquivado do original em 24 de outubro de 2010 
  5. a b Biografia de Peridis segundo a Gran Enciclopedia de Cantabria, 1985-2002, citada em: «José María Pérez González, "Peridis"». ediciones-valnera.com (em espanhol). Ediciones Valnera, S.L. 2005. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2008 
  6. «Tras la huella de Peridis». www.getafecapital.com (em espanhol). Madrid Captsur. 15 de abril de 2010. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2010 
  7. a b «Equipo Científico». Enciclopedia del Románico (www.enciclopediadelromanico.com) (em espanhol). Fundación Santa María la Real-Centro de Estudios del Románico. Consultado em 24 de outubro de 2010. Arquivado do original em 28 de janeiro de 2011 
  8. Ruiz Mantilla, Jesús (17 de novembro de 2008). «El románico según Peridis». www.elpais.com (em espanhol). El País. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2010 
  9. «Las claves del románico» (pdf). www.rtve.es (em espanhol). RTVE. Consultado em 24 de outubro de 2010 
  10. Valbuena de la Fuente, Felicísimo (19 de agosto de 2010). «Las claves del Románico, de Peridis, desde el Campo Antropológico, de Gustavo Bueno». Universo DirCom (www.master-comunicacion.es) (em espanhol). Universidade Complutense de Madrid. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 24 de outubro de 2010 
  11. «Memorias con Arte. Volumen IV.». www.ediciones-valnera.com (em espanhol). Ediciones Valnera, S.L. Consultado em 24 de outubro de 2010. Cópia arquivada em 17 de junho de 2008 
  12. «IES Arquitecto Peridis». ww.educa.madrid.org (em espanhol). Consultado em 24 de outubro de 2010 
  13. «Calle Jose Maria Peridis». Callejero.net (em espanhol). Factoría Virtual de Proyectos S.L. Consultado em 24 de outubro de 2010 

Ligações externasEditar