José Rodrigues Cajado Filho

roteirista brasileiro

José Rodrigues Cajado Filho (Rio de Janeiro, 1912Rio de Janeiro, 1966) foi um cenógrafo, roteirista e diretor de cinema brasileiro. É considerado o primeiro[1] cineasta negro do Brasil.[2][3]

José Rodrigues Cajado Filho
Nascimento 1912
Rio de Janeiro
Morte 1966
Cidadania Brasil
Ocupação roteirista

Trabalhou em mais de 40 produções cinematográficas ao longo a vida[4], estreando em 1942 como auxiliar de cenografia no filme "Astros em Desfile", da Atlântida Cinematográfica. No filme "Vidas Solidárias", de 1945, assumiu o cargo de diretor de cenografia (foi o primeiro[5] profissional a fazer carreira como cenógrafo no cinema brasileiro). Em 1946, no filme Fantasma por Acaso, fez a estréia como roteirista e em 1949, iniciou na direção de longas metragens no filme "Estou aí".

Referências

  1. Diretores negros do cinema brasileiro Negro&Midia&Educacao - consultado em janeiro de 2018
  2. O negro no cinema brasileiro de ficção Mnemocine - consultado em janeiro de 2018
  3. Mestre dos mares: Crowe, o corsário Diário do Nordeste - consultado em janeiro de 2018
  4. A carreira e as palavras de Carlos Manga Revista Interludio - consultado em janeiro de 2018
  5. José Cajado Filho (1912-1966) História do Cinema Brasileiro - consultado em janeiro de 2018

Ligações externasEditar