Abrir menu principal
Jovy Marcelo
Informações pessoais
Nome completo Edward Jovy Jacinto Marcelo
Nacionalidade Filipinas Filipino
Nascimento 21 de julho de 1965
Cidade Quezon, Filipinas
Morte 15 de maio de 1992 (26 anos)
Speedway, Indiana
Registros na Champ Car
Temporadas 1992
Equipes 1 (Euromotorsport)
Corridas 4 (3 largadas)
Títulos 0 (43º em 1992)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeira corrida Austrália GP de Surfers Paradise, 1992
Última corrida Estados Unidos Indy 500, 1992 (não-classificado)

Edward Jovy Jacinto Marcelo (Cidade Quezon, 21 de julho de 1965Speedway, 15 de maio de 1992) foi um automobilista filipino[1].

BiografiaEditar

Seu pai, Edward, era um praticante de esportes a motor (disputou corridas de dragsters, motos e barcos). Jovy iniciou a carreira aos 11 anos correndo de kart. Mudou-se para os Estados Unidos, para estudar nos colégis St. Mary's e Armstrong, em Berkeley, na Califórnia.

Após disputar provas no Reino Unido e na Nova Zelândia, estreou profissionalmente em 1990, na Fórmula Toyota Atlantic, onde permaneceu até 1991. Na temporada de estreia, foi o vice-campeão (o vencedor foi o americano Mark Dismore). Em 1991, conquistou o título da temporada, obtendo 157 pontos (4 de vantagem sobre Jimmy Vasser, que viria a ser campeão da CART em 1996). No ano seguinte disputou apenas o GP de Miami, onde abandonou - nas 2 temporadas pela Atlantic, representou a Team Marcelo, equipe gerenciada por seu pai.

Em 1992, disputa 3 provas pela pela equipe Euromotorsport (Surfers Paradise, Phoenix e Long Beach), e inscreve-se para as 500 Milhas de Indianápolis, com o objetivo de tornar-se o primeiro filipino a disputar a corrida. Porém, no último dia de treinos antes do Pole Day, Jovy comete um erro primário ao mudar a trajetória de seu carro para o lado direito da pista. O Lola-Cosworth #50 perde o controle e roda na curva 3, batendo a 276 km/h (172 mph). Quando a equipe de resgate chega, encontra o filipino desacordado no cockpit, e o transporta para o Hospital Metodista de Indianápolis. Após 14 horas, os médicos oficializam a morte de Jovy, aos 27 anos, vitimado por uma fratura no crânio e lesões no peito.

Referências