Abrir menu principal

Justiça (mitologia)

Justiça
Grego equivalente Dice

Justiça (em latim: Iustitia; também referida como Justitia) era a deusa romana que personificava a justiça. Correspondia, na Grécia, à deusa Dice. Difere dela por aparecer de olhos vendados (simbolizando a imparcialidade da justiça e a igualdade dos direitos). No dia de Justiça (8 de janeiro) é usual acender um incenso de lavanda para ter a justiça sempre a favor.[1]

A deusa deveria estar de pé durante a exposição do Direito (jus), enquanto o fiel (lingueta da balança indicadora de equilíbrio) deveria ficar no meio, completamente na vertical, direito (directum). Os romanos pretendiam, assim, atingir a prudentia, ou seja, o equilíbrio entre o abstrato (o ideal) e o concreto (a prática).

As representações grega e romana diferiam ainda na atitude em relação à espada. Enquanto Dice empunhava uma espada, representando a imposição da justiça pela força (iudicare), Justiça preferia o jus-dicere, atitude em que a balança era empunhada pelas duas mãos, sem a espada; ou com ela em posição de descanso, podendo, quando necessário, ser utilizada.

Referências

  1. Hamilton, Marci. God vs. the Gavel, página 296 (Cambridge University Press 2005)

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre mitologia romana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.