Abrir menu principal

KAMINI (Kalpakkam Mini Reactor) é um reator de pesquisa no Centro de Pesquisas Atômicas Indira Gandhi em Kalpakkam, Índia. Alcançou criticidade pela primeira vez no dia 29 de outubro, 1996.[1] Projetado e construído conjuntamente pelo Centro de Pesquisas Atômicas Bhabha (BARC) e Centro de Pesquisas Atômicas Indira Gandhi (IGCAR)[2] possui potência térmica máxima de 30 KW.[3]

O KAMINI é resfriado e moderado por água leve e usa como combustível o urânio-233 produzido pelo ciclo do combustível do tório utilizado pelo reator vizinho FBTR.

É o único reator experimental do mundo baseado em tório por volta de 2006 e foi o primeiro reator no mundo projetado especificamente para o uso de urânio-233 combustível. O uso de grandes reservas de tório para produzir combustível nuclear é uma estratégia-chave do programa de energia nuclear da Índia.

ReferênciasEditar

  1. «India: Experimental thorium reactor critical» 
  2. «Applications of KAMINI - The Reactor». Consultado em 11 de junho de 2018. Arquivado do original em 5 de fevereiro de 2012 
  3. «IGCAR Repocessing Group». Consultado em 11 de junho de 2018. Arquivado do original em 18 de julho de 2014 
  Este artigo sobre Tecnologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.