Abrir menu principal
KV56
Tumba de dono desconhecido
Localização Vale dos Reis, em frente a KV11 e ao lado da KV58
Extensão total 7.34 m [1]
Área total 39.25 [1]
Descoberta em 1908 [1]
Escavada por Edward Russell Ayrton (1908), Amarna Royal Tombs Project (1999-00) [1]

A tumba KV56 (acrônimo de "King's Valley #56"), no Vale dos Reis, também conhecida como A Tumba de Ouro, é a tumba que acreditam ter servido para o enterro de uma criança da realeza da décima nona dinastia ou pode ter sido apenas um depósito da tumba KV14.

Descoberta por Edward R. Ayrton em janeiro de 1908, está tumba encontrava-se ainda intacta e continha uma caixa de jóias, coberta com uma camada de 1 cm de ouro folheado, luvas e braceletes de prata com os nomes de Seti II e Tausert inscritos e brincos de ouro com o nome de Seti II.[2] Ainda não se sabe se a tumba pertenceu a alguém ou se era uma tumba realmente.

Gaston Maspero acredita que os tesouros encontrados na KV56 foram trazidos da KV14, a tumba de Tausert, que fora usurpada por Setnakht.

Por outro lado, Cyril Aldred argumentou que esta tumba não era um dépósito mas sim a tumba do filho de Seti II e Tausert. Ele baseou sua teoria no fato de que na parede leste da câmara B havia restos de reboco e ouro, o quê poderia indicar a presença de um sarcófago que fora retirado.[1]


ReferênciasEditar

  1. a b c d e «Theban Mapping Project (em inglês)». Consultado em 12 de setembro de 2008. Arquivado do original em 26 de setembro de 2008 
  2. «Re-excavating 'The Gold Tomb'». Consultado em 17 de setembro de 2008. Arquivado do original em 16 de setembro de 2009 
  • Reeves, N & Wilkinson, R.H. The Complete Valley of the Kings, 1996, Thames and Hudson, London
  • Siliotti, A. Guide to the Valley of the Kings and to the Theban Necropolises and Temples, 1996, A.A. Gaddis, Cairo

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Egiptologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.