Kahina ou al-Kāhina ou ainda Dihya foi uma líder militar e religiosa berbere do século VII que liderou a resistência do seu povo à expansão árabe no Norte da África, a região então conhecida como Numídia, conhecida hoje como Magrebe. Ela nasceu no começo do século VII e morreu no fim do mesmo século, onde é hoje a Argélia.

Kahina
Estàtua a Khenchela (Algèria)
Nascimento século VII
Aurés
Morte 703
Tabarca
Sepultamento Baghai
Etnia Berberes
Ocupação monarca
Título monarca
Estátua de Kahina em Khenchela, Argélia

Teria sido convertida ao judaísmo, mas segundo outras fontes seria cristã ou mesmo pagã. Liderou por 35 anos as tribos judaicas do norte da África.[1][2]

Referências

  1. Lopes, Nei Braz; Macedo, José Rivair (22 de maio de 2017). Dicionário de História da África: Séculos VII a XVI. [S.l.]: Autêntica 
  2. Modéran, Y. (1 de agosto de 2005). «Kahena. (Al-Kâhina)». Encyclopédie berbère (em francês) (27): 4102–4111. ISSN 1015-7344 

BibliografiaEditar

  • ibne Caldune, Kitāb al-Ibar. Normalmente citado como: Histoire des Berbères et des dynasties musulmanes de l'Afrique septentrionale, uma tradução francesa de William McGuckin de Slane, Paul Geuthner, Paris, 1978. Existe uma tradução francesa mais recente realizada por Abdesselam Cheddadi, Peuples et Nations du Monde: extraits des Ibar, Sindbad, Paris, 1986 & 1995.
  • Hannoum, Abdelmajid. (2001). Post-Colonial Memories: The Legend of the Kahina, a North African Heroine (Studies in African Literature). ISBN 0-325-00253-3.
  • H. Z. Hirschberg, 'The Problem of the Judaized Berbers', Journal of African History, 4 (1963), 313-339.
  • al-Mālikī, Riyād an-Nufūs. Tradução francesa parcial (incluindo a história de Kāhina) por H.R. Idris, 'Le récit d'al-Mālikī sur la Conquête de l'Ifrīqiya', Revue des Etudes Islamiques 37 (1969) 117-149.
  • Modéran, Yves. (2005). Artigo 'Kahena (Al-Kâhina)', Encyclopédie Berbère vol. 27, p. 4102-4111.
  • Modéran, Yves. (2005). Artigo 'Kahena (Al-Kâhina)', Encyclopédie Berbère vol. 27, p. 4102-4111.
  • Talbi, Mohammed. (1971). Un nouveau fragment de l'histoire de l'Occident musulman (62-196/682-812): l'épopée d'al Kahina. (Cahiers de Tunisie vol. 19 p. 19-52).


  Este artigo sobre figuras históricas de Marrocos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.