Abrir menu principal

Karatedo ou Karate-Do (空手道?) é a forma moderna de caratê, que surgiu influenciada por um movimento ocorrido entre o fim do século XIX e o começo do XX. Tal movimento marcou praticamente a todas as modalidades de luta japonesa, como kenjutsu, jujutsu, bojutsu etc., que se transformaram com abordagem mais filosófica.[1]

Karatedo
Karatedo.svg
Tradução
Tradução literal: Caminho das mãos vazias
Nome em japonês
Kanji: 空手道
Hiragana: からてどう
Nota: Consulte ao artigo sobre Caratê

Índice

HistóriaEditar

O movimento passou a tomar corpo entre a transição do século XIX para o XX. Antes, as artes marciais japonesas eram ensinadas como pura disciplina de combate, em círculos fechados e numa linha estrita de mestre/discípulo; naquela época, o caratê era referido como tode-jutsu da arte das mãos chinesas ({{{2}}}?), eis que a partícula jutsu designa um conhecimento técnico, apenas.

Entrementes, logrando êxito tornar o caratê um arte marcial aceita no Japão inteiro (mudando o nome inclusive para significar "mãos vazias"), os mestres Gishin Funakoshi, Kenwa Mabuni e outros,[2] assim como fizera antes o mestre Jigoro Kano, transformando o jujutsu em judô, acrescentaram o ideograma «dō» (, via, caminho, postura), posto a prática de uma arte marcial contar com uma finalidade a mais, a de buscar o conhecimento interior e a plena realização humana, vencendo os seus medos interiores e aperfeiçoando o carácter, obedecendo a regras milenares e a conhecimentos antigos.

Assim, todas as artes marciais tradicionais possuem o sufixo "Do" e diferem das simples artes de combate, como o Boxe, Muay Thai, Kick boxing ou K1, as quais não possuem uma disciplina com objectivos espirituais específicos, estas últimas visam precipuamente vencer o adversário fisicamente pela técnica ou técnicas aplicadas.

FilosofiaEditar

Trata-se de uma leitura japonesa do conceito chinês do Tao (Dao). É escrito (em kanji) com os mesmos caracteres. Assim, o conteúdo semântico vai além do simples significado de "caminho" até atingir o de "método" para a compreensão do ciclo da vida.

RevisionismoEditar

Em princípios do século XXI, surge outro movimento que pretende buscar as verdadeiras raízes do caratê e outras artes marciais, cuja marca é o retorno partícula jutsu.[3][4] Todavia, dizendo ser estratégia de propaganda apenas, para conseguir um público maior de alunos em academias.

Referências

  1. «Philosophy» (em inglês). Consultado em 05.jan.2011. Arquivado do original em 17 de julho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Pacific Shotokan Karate-Do» (em inglês). Consultado em 05.jan.2011. Arquivado do original em 30 de julho de 2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Cursos« karatejutsu». Consultado em 26.set.2011. Arquivado do original em 11 de agosto de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Karate-Jutsu (geral) - Federação Portuguesa de Bujutsu». Consultado em 26.set.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)[ligação inativa]