Abrir menu principal

Lêntulo Batiato[1] (em latim, Lentulus Batiatus), proprietário e treinador de gladiadores (lanista) na península Itálica do século I a.C. Um dos seus gladiadores foi o célebre Espártaco. Foi na sua escola de gladiadores que começou a rebelião de Espártaco contra a República Romana, mais tarde conhecida como Terceira Guerra Servil.

BiografiaEditar

Em 73 a.C., Batiato era dono de uma escola de preparação de gladiadores em Cápua, Campânia (Itália), que reunia principalmente escravos gauleses e trácios.

Segundo Plutarco, em sua "Vida de Crasso", os maus-tratos infligidos por Batiato levaram cerca de duzentos escravos à revolta e a tentar fugir da escola. Setenta e cinco deles conseguiram, entre eles Espártaco, que viria a se tornar o principal líder da Terceira Guerra Servil (73 a.C. - 71 a.C.) , a maior revolta de escravos ocorrida na Itália Romana.

Batiato na cultura popularEditar

Referências