Língua alutor

língua
Alutor nəməlʔu
Falado em: Rússia
Região: Península de Kamchatka
Total de falantes: 40 (Censo da Rússia 2002) 7% da etnia (2010)
Família: Línguas chukotko-kamchatkanas
 Setentrional
  Alutor nəməlʔu
Escrita: Cirílica
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: mis
ISO 639-3: alr

Alutor é uma língua do extremo leste da Sibéria, Rússia, pertencente ao grupo Chukchi-Koryak das Línguas chukotko-kamchatkanas

SociolinguísticaEditar

O Alutores são os habitantes indígenas da parte norte da Península de Kamchatka. A linguagem é não escrita e moribunda; na década de 1970, os moradores da aldeia Alutor aldeia de Vyvenka com idade inferior a 25 anos não conheciam a língua. Nos últimos anos, a escola dessa aldeia começou a ensinar a língua. Até 1958 a língua era considerada o dialeto "estabelecido" do Koriak, mas não é inteligível com variedades tradicionalmente nômades dessa língua. O autônimo [nəməlʔən] significa "aldeão".

OrtografiaEditar

А а Б б В в В’ в’ Г г Г’ г’ Ғ ғ Д д
Е е Ә ә Ё ё Ж ж З з И и Й й К к
Ӄ ӄ Л л М м Н н Ӈ ӈ О о П п Р р
С с Т т У у Ф ф Х х Ц ц Ч ч Ш ш
Щ щ Ъ ъ Ы ы Ь ь Э э Ю ю Я я

FonologiaEditar

VogaisEditar

Alutor tem 6 vogais, 5 das quais podem ser longas ou curtas. O /ə/ é um xivá (schwa) e não pode ser tônico.

Frontal Central Posterior
Fechada i iː u uː
Medial e eː ə o oː
Aberta a aː

ConsoantesEditar

São 18 os sons consoantes do Alutor

Bilabial Labio-
dental
Alveolar Palatal Velar Uvular Faringeal Glotal
plana palatalizada
Plosiva p t t͡sʲ k q ʡ ʔ
Fricativa v ɣ
Nasal m n ŋ
Aproximante w l j
Vibrante r

TipologiaEditar

Alutor é uma língua polissintética.

ŋan(.ina) ulʲlʲaʔu.tku=ʔuttə-k na-n.illitə-tkə-ni-na…
que+3PL caminhar.dentro de.florestas.mascarada=bastão-LOC LOW.A-pendurar-IPF-3.SG.A+3P-3PL.P
'Essas coisas em uma vara, que usam máscaras, penduradas ...'

A morfologia é aglutinativa, com muitos prefixos.

qəlʲippə tətu-kki ɣeqə - masla ta a-mal-ka.
pão+NOM+SG comer.com.alguma coisa-INF ASSOC - manteiga - ASSOC bom
'pão (comido) com manteiga é excelente.'

A estrutura do argumento é ergativa.

ə-nannə ɣəmmə ina-ɣal-e.
ele-ERG mim+ABS 1SG.P-passar por-3SG.A
'ele passou por mim.'

A ordem das palavras é variável, sendo difícil dizer qual tipologia é básica. As ordens verbais-absolutivas AVO e VAO são talvez as mais comuns.

tita•qa qutkinʲnʲaqu-nak maŋ.ki•ʔana ɣa - aʔu -lin ənnə-ʔən.
uma vez (nome)-ERG+SG algures RES - ver - RES+3SG.P peixe ABS+SG
'Uma vez que Qutkinnyaqu viu um peixe em algum lugar.'
ɣa - in qutkinʲnʲaqu-nak təlɣə-lŋən ŋan.tiŋ.
RES -cutucar -RES+3SG.P (nome)-ERG+SG dedo-ABS+SG ali
'Qutkinnyaqu enfiou o dedo lá.'

TonicidadeEditar

A tonicidade geralmente está na segunda sílaba da palavra. No entanto, não pode cair num xivá (schwa) ou na última sílaba, portanto, em palavras de duas sílabas, essa tonicidade é transferida para a primeira sílaba, desde que essa vogal não seja um xivá. Nesses casos, uma terceira sílaba é adicionada à palavra, e a segunda sílaba é enfatizada.

Exemplos: /ˈmi.məl/ 'água', /qə.ˈla.vul/ 'marido', /pə.ˈla.kəl.ŋən/ 'uma “mukluk”] (bota)', /ˈta.wə.ja.tək/ 'alimentar'.

SílabasEditar

Todas as sílabas do Alutor começam com uma única consoante. Se a vogal é curta, incluindo um xivá, também podem fechar com uma única consoante.

Os exemplos são /vi.ˈta.tək/ 'para trabalhar', /ˈtil.mə.til/ 'águia', /ˈʔit.ʔən/ 'parca '.

Os limites das palavras do Alutor sempre coincidem com os limites da sílaba.

MorfologiaEditar

Substantivos são flexionados para número, caso, definição e pessoa gramatical.

Existem três números gramaticais: singular, dual e plural.

Existem onze casos: absolutivo, ergativo, locativo, dativo, lativo, prolativo, contativo, causativo, equativo, comitativo e associativo.

Número e caso são expressos usando um único afixo. Um sufixo é usado para todos os casos, exceto o comitativo e associativo, que são expressos usando-se circunflexo. Existem duas declinações, consideradas como três classes de substantivos. A primeira classe são substantivos não humanos da primeira declinação. O número só é distinguido no caso absolutivo, embora a concordância verbal possa distinguir o número quando esses substantivos estão na ergativa. A segunda classe são nomes próprios e termos de parentesco para os idosos. Eles são a segunda declinação e distinguem o número nos casos ergativo, locativo e lativo, bem como no absolutivo. A terceira classe são os outros substantivos humanos; eles podem ser primeira ou segunda declinação

1ª declinação 2ª declinação
sg. du. pl. sg. du. pl.
absolutivo
(stem)
-t/-ti
-w/-wwi
(stem)
-nti
-w/-wwi
ergativo
-a/-ta
-ənak
-ətək
locativo
-k/-ki
-ənak
-ətək
lativo
-ənaŋ
-ətək
lativeobr>[necessário esclarecer]
-kəŋ
prolativo
-jpəŋ/-ɣəpəŋ (-e ~ -i)
contativo
-jit ~ -jita
causativo
-kjit ~ -kjita
equativo
-u/-nu
-u/-ənu
comitativo
ɣa - a/-ta
awən - ma
associativo
ɣeqə - a/-ta

Função dos casosEditar

  • O caso absoluto é a forma de citação de um substantivo. Ele é usado para o argumento ("sujeito") de uma cláusula intransitiva e o objeto de uma cláusula transitiva, para "possessivos sintáticos" e para o vocativo.
  • O ergativo é usada para o agente ("sujeito") de um verbo transitivo, como um caso instrumental, e como argumento de uma cláusula antipassiva.
  • O locativo é usado para posição e direção (essivo e caso lativo, bem como argumentos que são "afastados"
  • O dativo é usado para destinatários, benfeitores, objetos direcionais (caso relativo) e sujeitos de verbos experimentais
  • O Lativo é usadaopara movimento em direção a um objetivo
  • O Prolativo é usado para movimento ao longo e movimento de (perlativo e elativo)
  • O Equativo é usado com os significados 'como X', 'como X', geralmente com verbos como 'tornar-se', 'transformar', 'trabalhar', etc.
  • O Contativo é usado para objetos que fazem contato
  • Causativo é usado para frases nominais que causam ou motivam uma ação
  • O comitativo é usado para ...
  • Associativo é usado para ... Só é atestado na declinação de substantivos da primeira declinação, geralmente inanimada.

Pessoa gramaticalEditar

Os sufixos gramaticais de primeira e segunda pessoa nos substantivos são usados para equacionar um substantivo com os participantes da conversa. Só aparecem no absolutivo, com uma intervenção de um j em substantivos terminados em vogal e i em substantivos terminando em consoante.

sg. du. pl.
1ª pessoa -j-ɣəm -muri -muru
1ª pessoa -j-ɣət -turi -turu
  • …ʡopta am-ʡujamtawilʔ-ə-muru "Sim nós o povo"
  • japlə=q ʡujamtawilʔ-iɣəm "e eu sou um homem"

VerboEditar

Existem verbos finitos (conjugados) e não finitos. Existem várias conjugações.

Conjugação polipessoalEditar

Os verbos finitos concordam em pessoa e número com seus argumentos nucleares; a concordância é feita tanto com prefixos como com sufixos prefixos. Os verbos transitivos concordam com ambos os argumentos (ergativo e absolutivo), enquanto os verbos intransitivos concordam com seu único argumento (absolutivo). Verbos distinguem dois aspectos, o perfeito (só a raiz) e o imperfeito, com o uso dos sufixos -tkə / -tkən / -tkəni . Há cinco modos, indicativo, imperativo, optativo (potencial- marcado pelos circunfixos ta…(ŋ)) e conjuntivo (prefixo ʔ- / a- ).

Conjugação MonopessoalEditar

Verbos monopessoais incluem duas declinações, uma com a terceira pessoa do singular em ɣa -...- lin, e outra em n -...- qin.

Conjugação impessoalEditar

Para formas impessoais de conjugação incluem predicado verbal (formado com o circunfixo a ... ka) e imperativo (formado por circunfixo ɣa ... a / ta). Formas não finitas formas impessoais incluem o predicado verbal com o circumfixo a ... ka , e o imperativo em . ɣa ... a / ta

Formas não finitasEditar

Estes incluem o infinitivo, o supino, gerúndios e particípios.

NumeraisEditar

O Alutor possui numerais simples para os números de um a cinco, dez e vinte. Todos os outros números são compostos baseados nesses numerais

ənnan um
ŋitaq dois
ŋəruqqə três
ŋəraqqə quatro
məlləŋin cinco
ənnanməlləŋ(in) seis (um-cinco)
ŋitaqməlləŋ(in) sete (dois-cinco)
ŋəruqməlləŋ(in) oito (três-cinco)
ŋəraqməlləŋ(in) nove (quatro-cinco)
mənɣətkin dez
mənɣətək ənnan onze
qəlikkə vinte (uma poutuação)
qəlikək ənnan vinte um
ŋəraqmənɣətkin quarenta (quatro dez)
ŋəraqmənɣətkin ŋəraqqə quarenta quatro
ŋitaqməlləŋin mənɣətkin setenta (sete dez)
mənɣətək mənɣətkin cem (dez dez)

BibliografiaEditar

Kibrik, A.E., S.V. Kodzasov, I.A. Murav'eva. 2000. Jazyk i fol'klor aljutorcev. Moskva: IMLI RAN Nasledie. ISBN 5-9208-0035-6

Ligações externasEditar