Língua ormuri

Ormuri

ارموری

Falado em: Paquistão, Afeganistão
Região: Waziristão, Kaniguram, Logar
Total de falantes: 6.050 (2004)
Família: Indo-europeia
 Indo-Iraniana
  Iraniana
   Oriental
    Ormuri
Escrita: Perso-Árabe
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: oru

Ormuri (em farsi: زبان ارموری; também conhecido como Oormuri, Urmuri, Ormur, Ormui, Bargista, Baraks e Baraki é uma língua iraniana oriental falada no Waziristão, principalmente na cidade de Kaniguram no Waziristão do Sul, Paquistão pelo povo Burki. Também é falada por um pequeno grupo de pessoas em Barak em Logar, Afeganistão. O idioma pertence ao grupo das línguas indo-iranianas]] Orientais. O número extremamente pequeno de falantes torna o Ormuri uma língua em perigo em estado de "ameaça" de extinção.

CaracterísticasEditar

Ormuri é notável por seu inventário incomum de sons, que inclui uma vibrante alveolar surda que não existe nas redondezas do Língua pachto. Ormuri também tem uma fricativas alvéolo-palatal surda e fricativas alvéolo-palatais sonorass (as surdas sendo contrastivas com as mais comuns sibilante palato-alveolar surdas] , que também existe no dialeto Waziristani do pachto,que poderia ter sido adotado de Ormuri devido à sua proximidade.[1]

ClassificaçãoEditar

Ormuri é classificado nas línguas indo-europeias, indo-iranianas, iranianas, oriental, do sudeste e do grupo Ormuri-Parachi[2][3]

SituaçãoEditar

De acordo com o Projeto de Línguas em Perigo, a língua está altamente ameaçada. A linguagem é usada para comunicação face a face, porém está perdendo usuários.[2][4]

HistóriaEditar

O Ormuri é usado pela tribo Ormur/Baraki em partes do vale [Kaniguram em Waziristan, Paquistão e por umas poucas pessoas em Logar, Ageganistão.[5] [6]

Tribo OrmuriEditar

Um nome alternativo usado pelo povo Ormur é Baraki. Acredita-se que havia de oito a dez mil famílias na área da Província de Logar no início do século XIX e aproximadamente de 400 a 500 famílias em Kaniguram no início do século XX. A tribo Ormur não ocupa um território etnicamente homogêneo. No Afeganistão, o povo Ormur vive em comunidades mistas com tadjiques e pashtuns. Considerando que, no Paquistão, o povo Ormur vive apenas com os pashtuns.[4]

A história inicial da tribo pode ser rastreada no livro de Heródoto. O imperador persa Dario II; O governador do Egito conquistou as colônias gregas de Barca e Cirene (cidade) na Líbia e levou-as ao Egitono retorno da expedição. Nessa época, o rei retornou de sua campanha cita para sua capital, Susa. Os Barakis receberam uma vila em Báctria para viver, mais tarde chamada Barke. Após 2.350 a aldeia ainda era habitada em 1891 dentro do mesmo território.[1]

Língua OrmuriEditar

O nome 'Ormur' ( orməṛ ) é originalmente derivado da língua pachto (que significa fogo ). O primeiro homem a fazer menção à língua Baraki foi Babur, em seu livro Baburnama . Ormuri, também chamado de Birki na época, foi uma das onze a doze línguas que foram observadas por Babar enquanto na região de Cabul. Sabe-se que muitos dos falantes de Ormuri são pelo menos bilíngues ou trilíngues, falando outras línguas tribais como o Pachto, a língua persa e o dari ou Kaboli [1]

Pir Roshan (Bayazid Khan) foi um dos primeiros escritores de prosa pashto conhecidos e compositores de alfabetos pashto que usaram várias palavras de Ormuri em seu livro "Khairul-Bayan". Algumas das palavras que foram usadas em seu livro foram Nalattti (Porcos), Nmandzak de Mazdak (Mesquita), Teshtan (Proprietário), Burghu (desprezar), Haramunai (mal-nascido), etc.

GeografiaEditar

Ormuri é falado principalmente na cidade de [Kaniguram no Waziristão do Sul, Paquistão. Uma pequena população também fala a língua na cidade de Barak em Logar, Afeganistão. A língua é mantida por quase cinquenta adeptos no Afeganistão e cerca de cinco a seis mil falantes no Paquistão [4]

 
Distritos da província de Logar. Esta imagem não inclui o distrito de Azra, localizado a leste dos distritos de Khoshi e Mohammad Agha.
 
Waziristão Norte (roxo) e Sul (azul) e Áreas Tribais Administradas Federalmente e províncias vizinhas

DialetosEditar

Existem dois dialetos de Ormuri; um é falado em Kaniguram, Waziristan, que é o dialeto mais arcaico, e o outro em Baraki-Barak, Logar. O dialeto Kaniguram não é compreendido em Baraki-Barak. O lingüista Georg Morgenstierne escreveu:

Embora Kaniguram tenha emprestado livremente do dialeto Waziristan Pashto, o vocabulário do Logar foi influenciado por outros dialetos pashto, e, em um grau ainda maior, pela língua persa Persa.[7]

O dialeto de Kaniguram é forte atualmente, falado por uma comunidade relativamente próspera de Ormur em uma parte isolada das colinas acidentadas do Waziristão. No entanto, a posição do dialeto de Baraki Barak não é forte. Morgenstierne escreveu que lhe foi dito:

Ormuri não era mais falado em Baraki Barak, o antigo quartel-general da tribo Ormur. Mesmo um homem dito ser desta aldeia negou a existência de qualquer outra língua além do persa e do pashto em sua terra natal. [7]

LéxicoEditar

Tabeela 1: Diferenças Léxicas em Ormuri
Logar Kaniguram
'cego' kor ond
'suave' narm noř
'raposa' roba rawas
'mosca' kayk řak
'pastor' čopan šwān
'pente' šåná šak(k)
'local' jåy jikak
'voar' parók buryék

[4]

FonologiaEditar

Table 2: Diferenças fonéticas vogais Ormuri
Logar Kaniguram
'ir' tsok tsek, tsyek
'um' še sa
'casa' ner nar
'seco' wuk wyok
'água' wok wak
'sentar' nóstok nástak

[4] O sistema de vogais de Ormuri é caracterizado como heterogêneo. O idioma consiste em um subsistema de vogais que se encontra no vocabulário Ormuri, bem como em um subsistema de vogais que é considerado "vocabulário emprestado". As diferenças vistas entre os dialetos Logar]e Kaniguram são principalmente baseadas na qualidade das vogais ao invés da quantidade.

O sistema é baseado em seis fonemas: i, e, a, å, o, u.

Tabela 3: Diferenças na forma fonética das consoantes em Ormuri
Logar Kaniguram
'um' še sa
'rrês' šo ři
'seiis' xo ša
'acima' pa-bega pa-beža
'neve' ɣoš ɣoř

[4] O sistema consonantal varia ligeiramente entre os dialetos de Kaniguram e Logar. O sistema consonantal nativo Logar contém 25 fonemas, enquanto o sistema Kaniguram contém 27.

SílabasEditar

Palavras Ormuri adequadas terão os seguintes padrões silábicos: V, VC, CV, CCV, (C) VCC, CVC, CCVC, CCVCC. Ambos os dialetos de Kaniguram e Logar têm estrutura silábica semelhante.

ExemplosEditar

  • a - este
  • un / wun - tanto
  • pe - pai
  • gri - montanha
  • åxt - oito
  • måx - nós
  • spok - cachorro
  • breš - queimar
  • broxt - queimado
  • wroxt - barba

No final de certas palavras, Cons.Cons. ocorrem como espirantes / sonantes + oclusivso. Ao separar a maioria das palavras em sílabas, um Cons. Cons. medial será dividido:

  • al-gox-tok - cair
  • kir-ží

vir

MorfologiaEditar

A língua sofreu uma grande mudança em comparação com sua ancestral. Para a morfologia nominal (substantivos, adjetivos e pronomes), aspectos do dialeto Kaniguram de gênero gramatical foram completamente perdidos no Logar. Em termos de morfologia verbal, há uma maior variedade de conjugações de verbos modais e formas de aspecto verbal baseadas no radical do presente. Também há uma distinção entre palavras masculinas e femininas com base no sistema de pretérito. Finalmente, há um número maior de distinções entre dentro do sistema de formas de aspecto temporal e há diferentes tipos de construções ergativas.

Existe um sistema desenvolvido de flexões de substantivos e verbos. As partes nominais do discurso contêm: três números (singular, dual e plural), três gêneros (masculino, feminino e neutro) e o verbo tem doismodos (ativo e médio). Existe a eliminação da categoria de caso (perda de substantivos, adjetivos, numerais e certos pronomes). Há também uma perda total da categoria de gênero, variando no dialeto (perda total em Logar e formas rudimentares masculinas e femininas permanecem em Kaniguram). Em Logar, a maioria dos substantivos e adjetivos Ormuri originais tem um radical simples terminando em uma consoante e alguns substantivos terminam em átono (ou raramente acentuado) - a ou - i . Enquanto em Kaniguram, o radical geralmente termina em uma consoante, mas ambos os substantivos e adjetivos podem terminar em - a ou - i .[4]

ExemplosEditar

"Log." Representa exemplos so dialeto Ormuri de Logar e "Kan." will be used to signify the Kaniguram dialect of Ormuri

  • Log.: afo kåbol-ki altsok → "Ele saiu de Kabul"
  • Log.: a-saṛay dzok šuk → "(este) homem foi derrotado"
  • Log.: xodåay-an bad-e badtarin såton → "Oh Deus, poupe-nos de infortúnios" (literal: "do muito ruim")
  • Kan.: a-nar by pa mun ǰoṛawak sa → "A casa está sendo construída por mim"
  • Kan.: sabā su az kābul-ki tsom → "Amanhã eu provavelmente vou a Kabul"
  • Kan.: tsami a-dāru irwar! → "traga-me o colírio"

NotasEditar

  1. a b c "Dying Languages; Special Focus on Ormuri". Originally published in Pakistan Journal of Public Administration; Volume 6. No. 2 in December 2001. Khyber.ORG.
  2. a b Endangered Languages Project
  3. Ethnologue
  4. a b c d e f g V.A., Efimov (2011) [1986 original Russian edition]. The Ormuri Language in Past and Present. Traduzido por Baart, Joan L.G. Islamabad: Forum for Language Initiatives. ISBN 978-969-9437-02-1 
  5. Scott, D. A. (1984). «Zoroastrian Traces along the Upper Amu Darya (Oxus)». Journal of the Royal Asiatic Society of Great Britain and Ireland (2): 217–228. JSTOR 25211708 
  6. Zoroastrian Traces along the Upper Amu Darya (Oxus)]. D. A. Scott, The Journal of the Royal Asiatic Society of Great Britain and Ireland, No. 2 (1984), pp. 217-228, Published by Cambridge University Press
  7. a b Daniel G. Hallberg (1992) Pashto, Waneci, Ormuri (Sociolinguistic Survey of Northern Pakistan, 4). National Institute of Pakistani Studies, 176 pp. ISBN 969-8023-14-3.

Ligações externasEditar