Língua pyu

A língua pyu é uma extinta língua tibeto-birmanesa, que era falada principalmente no atual centro da Birmânia (Myanmar) no primeiro milênio d.C. Foi o vernáculo das cidades-estados Pyu, que prosperaram entre o segundo século a.C. e o IX século d.C. Seu uso diminuiu a partir do final do século IX, quando o povo Bamar do Reino de Nanzhao começou a subjugar as cidades-estados Pyu. A linguagem ainda estava em uso, pelo menos em inscrições reais do Reino de Pagan, até o final do século XII. Tornou-se extinta no século XIII, devido a ascensão da língua birmanesa, a linguagem do Reino de Pagan na Birmânia superior, antigo reino Pyu.[1]

Cidades-estados Pyu no século VIII; Pagan e mostrado somente para comparação por não ser contemporâneo as cidades-estados Pyu

O pyu era uma escrita brami. Estudos mais recentes sugerem que o pyu pode ter sido a fonte do sistema de escrita usado pelo idioma mon e birmanês.[2]

Referências

  1. Aung-Thwin, Michael (2005). The mists of Rāmañña: The Legend that was Lower Burma. Honolulu: University of Hawai'i Press. p. 52-53. ISBN 978-0-8248-2886-8 
  2. Htin Aung, Maung (1967). A History of Burma. Nova York e Londres: Cambridge University Press