Abrir menu principal
Suécia Lödöse

Västergötland

 
  Localidade  
Lödöse - KMB - 16001000038124.jpg
Lödöse está localizado em: Suécia
Lödöse
Localização de Lödöse
Coordenadas 58° 1' 40" N 12° 9' 36" E
Província Västergötland vapen.svg Västergötland
Condado Västra Götaland vapen.svgVästra Götaland
Comuna Lilla Edet vapen.svg Lilla Edet
População (2017)
 - Total 1 831

Lödöse (PRONÚNCIA APROXIMADA lê-dêsse) é uma localidade da província sueca da Västergötland, situada na margem esquerda do rio Göta älv, 40 km a nordeste da cidade de Gotemburgo. Tem cerca de 1 831 habitantes, e pertence à comuna de Lilla Edet. A sua economia está baseada em serviços e pequenas indústrias. [1][2][3][4][5][6]

EtimologiaEditar

O nome geográfico Lödöse parece derivar de Liudha (antigo nome do rio Gårda) e  øse (foz de rio). A primeira referência conhecida à cidade aparece sob a forma LEDU(S) ou LEODU(S) numa medalha ornamental do século XII. Em documento escrito, a povoação está mencionada em latim como Liuthusium, pelo historiador dinamarquês Saxão Gramático, por volta do ano 1200. [1]

HistóriaEditar

A velha Lödöse foi fundada no século XI, cresceu fortemente no século XII, e floresceu no século XIII e XIV. Era então uma importante cidade medieval da Suécia, dispondo do único porto da costa Oeste com acesso ao Mar do Norte, e sendo um importante centro comercial com relações com a Liga Hanseática, e com vários países europeus, incluindo a Hispânia. Tinha três igrejas, um convento dominicano, um hospital e um castelo, onde residia por vezes a corte sueca, e uma oficina de cunhagem oficial de moeda. No século XV, era ainda uma das seis principais cidades do reino, mas a sua posição geográfica tornava-a cada vez mais inviável face à constante pressão da Noruega e da Dinamarca. Após ter sido saqueada e incendiada pelos dinamarqueses em 1455, os seus habitantes mudaram em massa em 1473 para a atual Gammelstaden, em Gotemburgo, que então recebeu o nome Nya Lödöse ou Nylöse. Hoje em dia, a velha Lödöse é uma pequena localidade da Gotalândia Ocidental, albergando o Museu de Lödöse (Lödöse museum), onde está presente e vivo o passado grandioso da urbe medieval. [6][7][8][9][10][11]

Património turísticoEditar

GaleriaEditar

Referências

  1. a b David Sellers, Hans Andersson, Kenneth Jonsson e Mats Bergman. «Lödöse» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 31 de outubro de 2018 
  2. Helge Salvesen. «Lödöse» (em norueguês). Store norske leksikon (Grande Enciclopédia Norueguesa). Consultado em 31 de outubro de 2018 
  3. «Lödöse» (em dinamarquês). Den Store Danske Encyklopædi (Grande Enciclopédia Dinamarquesa). Consultado em 1 de novembro de 2018 
  4. «Tätorter 2017 – Tätorter 2017 – befolkning, landareal, andel som överlappas av fritidshusområden» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia. Consultado em 31 de outubro de 2018 
  5. «Lödöse» (em sueco). Google Maps. Consultado em 1 de novembro de 2018 
  6. a b Sérgio Lira. «Museu de Lödöse». Antropológicas. Consultado em 25 de novembro de 2018 
  7. «Lödöse». Norstedts uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts. 2007-2008. p. 772. 1488 páginas. ISBN 9789113017136 
  8. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Lödöse». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 595. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  9. Ottosson, Mats; Åsa Ottosson (2008). «Lödöse museum». Upplev Sverige (Conheça a Suécia). En guide till upplevelser i hela landet (em sueco). Estocolmo: Wahlström Widstrand. p. 429. 527 páginas. ISBN 9789146215998 
  10. Bo Gustavsson; et al. «Lödöse – helig mark för myntsamlare» (em sueco). Lars Gahrn skriver. Consultado em 1 de novembro de 2018 
  11. Dick Harrison. «De första städerna i Sverige» (em sueco). Populär historia, 2007. Consultado em 10 de novembro de 2017 

Ligações externasEditar

  •   Media relacionados com Lödöse no Wikimedia Commons