LG7 é um selo fonográfico ligado a divisão brasileira da Sony Music Entertainment, com atividades plenas desde o ano de 2016.[carece de fontes?]

LG7
Fundação 2016
Fundador(es) Leonardo Gonçalves
Distribuidor(es) Sony Music
Gênero(s) Música cristã contemporânea, indie folk
País de origem Brasil

Fundada pelo cantor e compositor Leonardo Gonçalves, a empresa inicialmente geria apenas os direitos artísticos do cantor. Por meio de sua empresa, o artista acabou ficando responsável pelas licenças exclusivas de Daniela Araújo (no álbum Daniela Araújo, em 2011) e de Os Arrais (Mais, em 2013). A empresa tornou-se, de fato, um selo fonográfico por meio de um anúncio de Leonardo com parceria da gravadora Sony Music, feito em abril de 2016.[1]

O selo tem a intenção de reunir artistas alternativos e independentes que, por afinidade artística com Leonardo, mantém suas independências, mas recebem suporte digital e físico da Sony Music Brasil. O primeiro artista a ser lançado pelo selo foi Estêvão Queiroga com o álbum Diálogo Número Um (2016),[2] que chegou ao topo das paradas no iTunes.[3]

ArtistasEditar

Referências

  1. «Leonardo Gonçalves anuncia novidades e mudanças em sua carreira». Super Gospel. 1 de abril de 2016. Consultado em 3 de abril de 2016 
  2. Lyrio, Elton (25 de julho de 2016). «"Diálogo Número Um", o disco de estreia de Estêvão Queiroga». A Gazeta. Consultado em 28 de julho de 2016 
  3. Soares, Maurício (14 de julho de 2016). «Dias de sol na capital cearense». Super Gospel. Consultado em 28 de julho de 2016