Lantana

género de plantas
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Lantana (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaLantana
Flor de Lantana camara
Flor de Lantana camara
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Sub-reino: Viridiplantae
Infrarreino: Streptophyta
Superdivisão: Embryophyta
Divisão: Tracheophyta
Subdivisão: Spermatophytina
Classe: Magnoliopsida
Superordem: Asteranae
Ordem: Lamiales
Família: Verbenaceae
Gênero: Lantana
L.
Espécies
ver texto

Lantana L. é um género com cerca de 530 espécies de plantas perenes, originário da Índia e nativo das regiões tropicais das Américas e África. Inclui plantas herbáceas e arbustos, atingindo até 2 m de altura. O gênero foi descrito por Carl Nilsson Linnæus no ano de 1753.[1]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies

É dividido em cerca de 530 espécies, incluindo:

As plantas mais comuns são as Lantana camara, seguidas das Lantana montevidensis e híbridos entre as duas.

Nomes popularesEditar

Cambará-de-jardim, lantana-cambará, camarazinho.

Algumas espécies são invasivas e são consideradas daninhas em determinadas áreas da Ásia meridional, África meridional e Austrália.

Flores e bagasEditar

As flores são agrupadas em hastes florais aromáticas e florescem quase o ano inteiro. Apresentam várias cores, com destaque para as cores vermelha, amarela, laranja e branca. Atraem agentes polinizadores como borboletas, insectos e pássaros.

As bagas da lantana são tóxicas para o homem. Em animais de produção pode causar fotossensibilização secundária (hepatógena).

Cultivo e usoEditar

 
Flores de lantana camara com aranha (Misumenoides formocipes) esperando a presa.

É largamente cultivada para bordaduras e maciços em climas tropicais e subtropicais, devido às cores das suas flores. Em climas temperados cultiva-se como planta anual.

Exige poucos cuidados por ser uma planta rústica. Gosta de clima quente e úmido e solo arenoso e rico em matéria orgânica. Precisa ser regada com frequência nos primeiros meses após o plantio e uma vez por quinzena quando não chover. Prefere sol pleno. É bom podar apenas os ramos secos, doentes ou mal formados. Propaga-se no verão através da estaquia da ponta de ramos.

AdubaçãoEditar

Adubar uma vez por ano com farinha de osso, farinha de peixe ou torta de algodão. Usar fosforita superfosfato e termofosfato ou NPK rico em fósforo.

MalesEditar

A aranhinha-vermelha é uma praga comum.

Classificação do gêneroEditar

Sistema Classificação Referência
Linné Classe Didynamia, ordem Angiospermia Species plantarum (1753)

Galeria de imagensEditar

Referências

  1. Tropicos em Identificadores taxonômicos

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre a ordem Lamiales, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.