Laurêncio (homem ilustre)

Disambig grey.svg Nota: Para outras acepções, veja Laurêncio (desambiguação).

Laurêncio (em latim: Laurentius; m. 451) foi um romano dos séculos V e VI, ativo durante o reinado do imperador Anastácio I (r. 491–518) em Constantinopla. Em data desconhecida enviou uma carta para o bispo Ávito de Vienne informando-o que a Igreja oriental estava pacificada e que a harmonia foi restaurada com o Ocidente.[1] Depois, provavelmente em 514/515, sob pedido de Anastácio, o filho de Laurêncio, que estava na Gália, foi enviado pelo rei burgúndio Sigismundo ao mestre dos soldados da Trácia Vitaliano.[2]

Laurêncio
Nacionalidade Império Bizantino
Semisse de Anastácio I Dicoro (r. 491–518)

Os autores da Prosopografia do Império Romano Tardio supõem que Laurêncio fosse um ocidental nativo da Gália e que teria partido para Constantinopla como emissário burgúndio ou que pretendia viver ali. Eles deduzem que possa ser associado ao homem sublime homônimo através de quem Enódio pediu ao papa Símaco (r. 498–514), em 505/506, por conselhos de como educar seus filhos.[3]

Referências

  1. Martindale 1980, p. 658.
  2. Martindale 1980, p. 658-659.
  3. Martindale 1980, p. 659.

BibliografiaEditar

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1980). «Laurentius 9». The prosopography of the later Roman Empire - Volume 2. A. D. 395 - 527. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press