Abrir menu principal
Like Gods of the Sun
Álbum de estúdio de My Dying Bride
Lançamento 1996
Gênero(s) Doom metal
Death metal
Duração 54 min 10 s
Gravadora(s) Peaceville Records
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de My Dying Bride
The Angel and the Dark River
(1995)
34.788%... Complete
(1998)

Like Gods of the Sun (em português: Como Deuses do Céu) é o quarto álbum de estúdio da banda britânica de doom e death metal My Dying Bride, lançado em 1996. Este é o último álbum com Rick Miah na bateria e Martin Powell no teclado e violino. Como em The Angel and the Dark River, o álbum anterior, este contém somente vocais limpos.

Provavelmente este é o único álbum totalmente planejado e o menos experimental do My Dying Bride. A banda queria ter certeza que as guitarras estariam fortes e pesadas, contrastando com muitas bandas que haviam perdido esta característica na época. O álbum é propositalmente pesado. [1]

Um vídeoclipe foi filmado para a faixa "For You" que aparece no VHS e DVD de For Darkest Eyes. A canção "For My Fallen Angel", não contém guitarras e bateria, e traz uma parte do poema Venus and Adonis do poeta e ator inglês William Shakespeare. A faixa "A Kiss to Remember" tornou-se comum nas setlists dos shows ao vivo da banda.

A versão japonesa e a versão digipak limitada do álbum contêm o remix 'Nightmare Mix' da canção "It Will Come" como faixa bônus. Essa foi incluída no relançamento do álbum em 2003, junto com a versão 'Portishell Mix' da canção "Grace Unhearing". A versão tem esse nome, porque o vocalista da banda era um grande fã na época da banda britânica Portishead. O My Dying Bride regravou mais tarde a canção "Roads" do Portishead para o álbum Peaceville X, uma compilação para o aniversário da gravadora Peaceville.

Por anos, o álbum foi o favorito do vocalista Aeron, sendo agora o The Dreadful Hours de 2001.[2] Segundo Aeron, este álbum foi especial porque foi o primeiro álbum em que ele tentou fazer vocais em um estilo diferente, as guitarras estão bem pesadas e por causa do modo como as canções foram escritas. Aeron diz que foi um grande período na carreira da banda, e que o álbum reunia todas as características da banda naquela época. Andy Green, um amigo do grupo, foi quem criou a capa do álbum.[3]

Índice

FaixasEditar

  1. "Like Gods of the Sun" – 5:41
  2. "The Dark Caress" – 5:58
  3. "Grace Unhearing" – 7:19
  4. "A Kiss to Remember" – 7:31
  5. "All Swept Away" – 4:17
  6. "For You" – 6:37
  7. "It Will Come" – 4:27
  8. "Here in the Throat" – 6:22
  9. "For My Fallen Angel" – 5:55
  10. "It Will Come" [Nightmare mix, bonus track on digipak] – 5:36
  11. "Grace Unhearing" [Portishell mix, bonus track on digipak] – 7:05

CréditosEditar

Ligações externasEditar

ReferênciasEditar