Lorenz Jäger

Lorenz Jaeger
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo-emérito de Paderborn
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Paderborn
Nomeação 29 de maio de 1941
Predecessor Dom Kaspar Klein
Sucessor Dom Johannes Joachim Degenhardt
Mandato 1941 - 1973
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1 de abril de 1922
Nomeação episcopal 29 de maio de 1941
Ordenação episcopal 19 de outubro de 1941
por Dom Cesare Orsenigo
Nomeado arcebispo 29 de maio de 1941
Cardinalato
Criação 22 de fevereiro de 1965
por Papa Paulo VI
Ordem Cardeal-presbítero
Título São Leão I
Brasão
Coat of arms of Lorenz Jaeger.svg
Lema Pax et vita
Dados pessoais
Nascimento Halle (Saale)
23 de setembro de 1892
Morte Paderborn
1 de abril de 1975 (82 anos)
Nacionalidade alemão
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Lorenz Jaeger (23 de setembro de 1892 - 1 de abril de 1975) foi um cardeal alemão da Igreja Católica Romana que serviu como arcebispo de Paderborn de 1941 a 1973, e foi elevado ao cardinalato em 1965.

BiografiaEditar

Lorenz Jaeger nasceu em Halle e estudou na Academia de Paderborn e na Universidade de Munique . Ordenado em 1 de abril de 1922, ele então fez trabalho pastoral em Paderborn até 1926. Ele lecionou em Studenrat Herne em Westphalia (1926-1933) e em Hindenburg Realgymnasium em Dortmund (1933-1939). Durante a Segunda Guerra Mundial , ele serviu como capelão militar de 1939 a 1941.

Em 10 de agosto de 1941, Jaeger foi nomeado arcebispo de Paderborn pelo papa Pio XII . Ele recebeu sua consagração episcopal em 19 de outubro do Arcebispo Cesare Orsenigo , com os bispos Joseph Machens e Augustus Baumann servindo como co-consagradores . De 1962 a 1965, Jaeger participou do Concílio Vaticano II , com Heribert Mühlen servindo como seu perito , ou especialista teológico.[1] O Arcebispo afirmou que a Igreja havia chegado ao "fim da era de Constantino " e precisavaatualizar a apresentação de seus ensinamentos com o passar do tempo.[2]

O Papa Paulo VI criou-o Cardeal Sacerdote de San Leone I no consistório de 22 de fevereiro de 1965. Jäger mais tarde sentou-se na comissão de cardeais encarregados de examinar o Catecismo holandês para a ortodoxia teológica. Ao atingir a idade de 80 anos, em 23 de setembro de 1972, ele perdeu o direito de participar de quaisquer conclaves papais futuros , uma oportunidade que ele nunca recebeu. O cardeal renunciou ao cargo de arcebispo de Paderborn em 30 de junho de 1973, após trinta e um anos de serviço.

Um ecumenista dedicado , Jäger fundou o Instituto Ecumênico Johann Adam Möhler (em homenagem ao teólogo alemão ) e ajudou a estabelecer, junto com Augustin Bea , o Secretariado para a Promoção da Unidade dos Cristãos na Cúria Romana .[3]

Jäger morreu em Paderborn, aos 82 anos. Ele está enterrado na Catedral Metropolitana de Paderborn .

Link ExternoEditar

ReferênciasEditar

  1. Vondey, Wolfgang (2004). Heribert Muhlen: His Theology and Praxis: a New Profile of the Church. Dallas: University Press of America. ISBN 0761828176 
  2. TIME Magazine. Council of Renewal 5 October 1962
  3. German Bishops' Conference. Ecumenism Arquivado em 20 de maio de 2009, no Wayback Machine.