Loverboy (2005)

filme de 2005 dirigido por Kevin Bacon

Loverboy (Brasil: Obsessão / Portugal: A Educação de Paul) é um filme de drama romântico americano de 2005, que marca a estréia de Kevin Bacon na direção,[4] e o elenco inclui sua esposa, Kyra Sedgwick, além de seus dois filhos, Travis e Sosie, o último dos quais continuou sua carreira de ator no cinema e na televisão.

Loverboy
Obsessão[1] (PRT)
A Educação de Paul[2] (BRA)
 Estados Unidos
2005 •  cor •  86 min 
Direção Kevin Bacon
Produção Kevin Bacon
Daniel Bigel
Michael Mailer
Kyra Sedgwick
Roteiro Hannah Shakespeare (roteiro)
Victoria Redel (livro)
Elenco Kyra Sedgwick
Kevin Bacon
Blair Brown
Sandra Bullock
Matt Dillon
Oliver Platt
Campbell Scott
Marisa Tomei
Dominic Scott Kay
Gênero drama
romance
Música Michael Bacon
Cinematografia Nancy Schreiber
Edição David Ray
Distribuição THINKFilm
Screen Media Films
Lançamento Estados Unidos 24 de janeiro de 2005 (Festival Sundance de Cinema)
Idioma inglês
Receita US$33.223[3]

SinopseEditar

A maior parte da história é contada em flashbacks da cena de abertura da infância e vida adulta de Emily.

O filme começa com Emily (Kyra Sedgwick) cantando para seu filho de 6 anos em um carro enquanto tenta ensinar a ele as posições das mãos no volante do carro. Durante esse período, a cena continua indo e voltando para Emily fazendo as malas de uma criança. No carro, ela diz a ele que eles estão prestes a partir em uma jornada para uma terra incrível.

A cena muda e viaja para oito anos e meio antes, durante os quais Emily narra sua história sobre como ela concebeu seu filho Paul. Ela acreditava que tinha apenas um propósito, trazer vida a esta terra. Após inseminações artificiais sem sucesso, ela começou a procurar numerosos encontros sexuais com homens aleatórios em todo o país. Ela teorizou que vários homens não significavam pai, e ela queria assim. No entanto, após 10 semanas de gravidez, ela começa a sangrar no aeroporto, perdendo o filho e a esperança de ter um bebê. Retirando-se para um estado de depressão, ela se refugia em um hotel durante um seminário de negócios, onde conhece um homem chamado Paul (Campbell Scott). Eles se conectam imediatamente e passam uma noite apaixonada, o que resulta na segunda gravidez de Emily.

Ela compra uma casa e dá à luz um menino, a quem ela nomeou Paul, em homenagem a seu pai. Ela passa todo momento acordado com Paul, lendo livros para ele e procurando tesouros enterrados. Ela de brincadeira o apelida de Loverboy e ele a chama de Miss Darling. Quando ele fica mais velho, ele vê outras crianças indo para a escola e ele questiona Emily por que ele não estava indo também. Ela tenta mantê-lo longe de outras crianças como forma de protegê-lo, mas com o passar dos dias ele se torna cada vez mais difícil à medida que tenta chegar à escola e se divertir.

Quando ela finalmente sucumbe aos pedidos dele e o deixa ir para a escola, ela começa a sentir ansiedade de separação; ela constantemente tenta tirá-lo da escola e Paul, sem perceber isso, foge. Quando a equipe tenta acalmar Emily, ela se declara, afirmando que seu filho é excepcional e a escola está diminuindo seu potencial.

De volta à cena de abertura do carro, Paul perde o primeiro dente e Emily o faz dormir no carro, após o que ela toma um frasco de comprimidos e adormece com o motor do carro ligado. Emily havia bloqueado a porta da garagem com trapos, como uma tentativa de sufocá-la e Paul acreditando que essa era a única maneira de ficarem juntos para sempre.

De manhã, o garoto que corta a grama encontra Paul e ele sobrevive. Emily, no entanto, não.

No final, Paul é mais velho e em um campo com sua namorada sussurrando nos ouvidos das ovelhas, como ele e sua mãe costumavam fazer.

ElencoEditar

Referências

  1. Obsessão no AdoroCinema
  2. A Educação de Paul RTP
  3. «Loverboy (2006) - Box Office Mojo». boxofficemojo.com 
  4. «Loverboy (Site Oficial)» (em inglês). Consultado em 2 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 25 de janeiro de 2007 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.