Lytton Strachey

Giles Lytton Strachey (pron. ˈdʒaɪlz ˈlɪtən ˈstreɪtʃɪ; Londres, 1 de março de 1880 — perto de Hungerford, 21 de janeiro de 1932) foi um biógrafo, crítico literário e escritor britânico.

Lytton Strachey
Lytton Strachey com a pintora Dora Carrington
Nascimento 1 de março de 1880
Londres, Inglaterra
Morte 21 de fevereiro de 1932 (51 anos)
Hungerford, Inglaterra
Nacionalidade Reino Unido Inglês
Ocupação Biógrafo, crítico literário e escritor
Prémios James Tait Black Memorial Prize (1921)

VidaEditar

Ficou conhecido pela publicação, em 1921, do livro Queen Victoria, biografia da rainha Vitória, monarca inglesa que permaneceu no trono por quase 64 anos, de 1837 a 1901, ano de sua morte. Foi durante seu reinado que iniciou-se a fase de industrialização, marcada pelo progresso e pelo conservadorismo. Lytton Strachey morreu em 1932.

ObrasEditar

  • Landmarks in French Literature (1912)
  • Eminent Victorians: Cardinal Manning, Florence Nightingale, Dr. Arnold, General Gordon (1918)
  • Rainha Vitória (1921)
  • Books and Characters (1922),
  • Elizabeth and Essex: A Tragic History (1928)
  • Portraits in Miniature and Other Essays (1931),
  • Characters and Commentaries (ed. James Strachey, 1933)
  • Spectatorial Essays (ed. James Strachey, 1964)
  • Ermyntrude and Esmeralda (1969)
  • Lytton Strachey by Himself: A Self Portrait (ed. Michael Holroyd, 1971)
  • The Really Interesting Question and Other Papers (ed. Paul Levy, 1972)
  • The Letters of Lytton Strachey (ed. Paul Levy, 2005)
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este artigo:
  Imagens e media no Commons
  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.