Abrir menu principal

Grupo Música Viva

(Redirecionado de Música Viva)
Grupo Música Viva
Informação geral
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Música atonal, Dodecafonismo
Período em atividade 1939-1948
Integrantes Maestro H. J. Koellreutter, Luiz Heitor, Claudio Santoro, Guerra Peixe, Eunice Catunda, Edino Krieger etc.

Grupo Música Viva foi um grupo ou movimento musical brasileiro iniciado no Rio de Janeiro em 1939, sob liderança de Hans-Joachim Koellreutter.[1]

OrigemEditar

Numa primeira fase, o grupo foi integrado por figuras tradicionais do meio musical carioca, como Luiz Heitor, e teve como patrono Villa-Lobos. Logo de início foi também integrado pelo jovem aluno de Koellreutter, Claudio Santoro.

O grupo organizou concertos, publicou partituras e editou o Boletim Música Viva.

A partir de 1944, com a entrada de novos alunos de Koellreutter (Guerra Peixe, Eunice Catunda e Edino Krieger) o grupo foi assumindo um ar de modernidade radical, confrontando-se com as tradições estabelecidas no meio musical.

DesaparecimentoEditar

Em 1948 o grupo sofreu uma cisão, praticamente deixando de existir, por divergências políticas entre Koellreutter e os jovens compositores. Santoro, Guerra Peixe e Eunice Catunda eram filiados ou simpatizantes do PCB, e passaram a seguir a estética do realismo socialista, com a qual Koellreutter não concordava.

Referências

  1. Folha Online (14 de setembro de 2005). «Professor de Tom Jobim, maestro Koellreutter morre aos 90». Consultado em 5 de Junho de 2012 
   Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.