Abrir menu principal
Procissões de estruturas colossais levadas em ombros
Ali di luce 20070903 by dd11.JPG
A Macchina di Santa Rosa "Ali di Luce" de 2007
País(es)  Itália
Domínios Artes cénicas
Técnicas artesanais tradicionais
Tradições e expressões orais
Usos sociais, rituais e atos festivos
Referência 00721
Região Europa e América do Norte
Inscrição 2013 (8.ª sessão)
Lista Representativa
Unesco Cultural Heritage logo.svg UNESCO-ICH-blue.svg

A Macchina di Santa Rosa é o baldaquino, ou armação ornamental portátil, utilizada na procissão religiosa comemorativa da Festa de Translação do corpo de Santa Rosa de Viterbo, no dia 4 de Setembro, em Viterbo. Então, na véspera deste dia - ou seja, 3 de Setembro de todos os anos - a estátua da santa é portada, em cima de um imenso baldaquino nos ombros dos Facchini di Santa Rosa, pelas ruas de Viterbo: da Porta Romana até o Santuário de Santa Rosa. É uma manifestação cultural grandiosa e foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, em 2013[1][2], sob a designação Procissões de estruturas colossais levadas em ombros.

Ali di Luce

Índice

HistóriaEditar

É multissecular a história da Macchina de Santa Rosa. Rememora o episódio ocorrido em 4 de Setembro de 1258 quando, após a exumação do corpo de Santa Rosa, sete anos depois de sua morte, este apresentava-se incorrupto. O Papa Alexandre IV, então, pessoalmente e com alguns cardenais, o leva em procissão da Chiesa di Santa Maria in Poggio, dita, hoje, della Crocetta, para o Monastério das Clarissas de São Damião, hoje, Santuário de Santa Rosa.

Cronologia da Macchina di Santa RosaEditar

Ao longo dos séculos as estruturas foram se tornando cada vez mais elaboradas e grandiosas. No Museo del Sodalizio são conservados os diversos modelos que a Macchina já apresentou.[3]

  • Rose Fiorite (1952 - 1958)
  • Macchina di Santa Rosa (1959 - 1966)
  • Volo degli Angeli (1967 - 1978)
  • Spirale di Fede (1979 - 1985)
  • Armonia Celeste (1986 - 1990)
  • Sinfonia d'Archi (1991 - 1997)
  • Una Rosa per il Duemila (1998 - 2002)
  • Ali di luce (2003 -2008)
  • Fiore del Cielo (2009 - 2014)
  • Gloria[4](2015 -...)

Referências

  1. Il trasporto della Macchina di Santa Rosa è patrimonio immateriale dell’Unesco con ufficializzazione avvenuta durante l’ottava sessione del comitato intergovernativo che si è svolto a Baku, in Azerbaigian. «La Macchina di Santa Rosa». Infoviterbo: il Portale del Turismo a Viterbo e Provincia. Consultado em 5 de maio de 2016 
  2. CANETTIERI, Simone e CHIARAVALLI, Massimo (4 de Dezembro de 2013). «Festa a Viterbo, sì dell'Unesco per la Macchina di S. Rosa». Il Messaggero. Consultado em 6 de Maio de 2016 
  3. Uma exposição extensa pode ser apreciada em «Museo del Sodalizio: Gallerie Foto». Sodalizio dei Facchini. Consultado em 5 de maio de 2016 
  4. FERLICCA, Giuseppe. «E' stata vera Gloria». TusciaWeb: Speciale Santa Rosa. Consultado em 5 de maio de 2016 

BibliografiaEditar

  • GIMMA, Maria Giuseppina et alli. Special UNESCO'S Heritage Machinery of Santa Rosa from Viterbo. In, I beni culturali: tutela e valorizzazione Anno 22, N. 2, p. 2-96, ill. BetaGamma Editrice, Viterbo, 2014.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar