Maomé Culi Cotebe Xá


Maomé Culi Cotebe Xá (Muhammad Quli Qutb Shah; 1565 – 11 de janeiro de 1612) foi o quinto sultão da dinastia Cotebe Xá (Qutb Shahi) de Golconda e fundou a cidade de Haiderabade,[1] no centro-sul da Índia e construiu seu centro arquitetônico, Charminar e Meca Masjide. Ele foi um administrador competente e seu reinado é considerado um dos pontos altos de sua dinastia. Ele ascendeu ao trono em 1580 aos 15 anos e governou por 31 anos.

Maomé Culi Cotebe Xá
Nascimento 1565
Golconda
Morte 11 de janeiro de 1612
Haiderabade
Cidadania Qutb Shahi dynasty
Progenitores
  • Ibrahim Quli Qutb Shah Wali
Cônjuge Bhagmati
Ocupação poeta, escritor
Título Sultão

Nascimento, juventude e vida pessoalEditar

Maomé era o terceiro filho de Ibraim Culi Cotebe Xá Uáli e Baguirati.[2] Ele era um poeta talentoso e escreveu sua poesia em persa, telugo e urdu.[3] Como o primeiro autor na língua urdu, ele compôs seus versos no estilo persa divã, e seus poemas consistiam em versos relacionados a um único tópico, gazal-i musalsal. O Kulliyat de Maomé compreendia 1.800 páginas, mais da metade eram gazais, cásidas em cem páginas, enquanto o resto continha mais de 300 páginas de matnawi e marsiyas.

Cidade de HaiderabadeEditar

Maomé construiu a cidade de Haiderabade na margem sul do rio Musi em 1591. Ele chamou arquitetos de todo o mundo para projetar a cidade, que foi construída em um plano de grade. A cidade foi batizada em homenagem ao 4º califa do Islã ou 1º imã do muçulmano xiita Ali. Ele construiu Char Minar e Meca Masjide. Foi ele quem lançou a pedra fundamental de Meca Masjide depois de verificar se não havia ninguém na multidão que nunca pulou uma única oração, exceto ele.

Patrocínio da literaturaEditar

Maomé era um estudioso das línguas árabe, persa e telugu. Ele escreveu poesia em urdu, persa e telugu. Sua poesia foi compilada em um volume intitulado "Kulliyat-e-Quli Qutub Shah". Ele teve a distinção de ser o primeiro poeta saíbe do divã (Saheb-e-dewan) urdu [4] e é creditado por introduzir uma nova sensibilidade nos gêneros predominantes da poesia persa / urdu.

Notas

  1. «Opinion A Hyderabadi conundrum» 
  2. Narendra Luther (1991). Prince;Poet;Lover;Builder: Mohd. Quli Qutb Shah - The founder of Hyderabad. Publications Division Ministry of Information & Broadcasting. [S.l.: s.n.] ISBN 9788123023151 
  3. Annemarie Schimmel, Classical Urdu Literature from the Beginning to Iqbāl, (Otto Harrassowitz, 1975), 143.
  4. «Quli Qutub Shah remembered on his 400th death anniversary». The Siasat Daily. 14 de janeiro de 2012. Consultado em 26 de dezembro de 2013 

ReferênciasEditar

  • Sangaychay Mala de Gajanan Pole
  • Primeiros-ministros de Qutubshhs por Sri Bhopal Rao
  • Luther, Narendra. Príncipe, poeta, amante, construtor: Muhammad Quli Qutb Shah, o fundador de Hyderabad
  • Livros sobre Muhammad Quli Qutb Shah
  • Chopra, RM, The Rise, Growth And Decline of Indo-Persian Literature, Iran Culture House, New Delhi, 2012.