Mariana Rosa Fernandes Quintas

Mariana Rosa Fernandes Dias Quintas (Setúbal, S. Julião, 25.06.1862 - Lisboa 21.09.1939) foi 1.ª Viscondessa do Bom Sucesso, e empresária agrícola, comercial e filantropa portuguesa.

BiografiaEditar

Grande Proprietária e Capitalista em São Tomé e Primcipe e Santo Tirso.[1] Era prima direita e tia materna por casamento do 1.º Visconde de Cantim.

O título de 1.ª Viscondessa do Bom Sucesso, em sua vida, foi-lhe concedido no estado de viúva por Decreto de D. Carlos I de Portugal de 23 de Março de 1904, como recompensa das obras de viação no Sul do Concelho de Santo Tirso, às custas da Viscondessa do Bom Sucesso, do seu primo direito Visconde de Cantim e herdeiros de António Francisco Ruas.[1][2]

Foi uma das primeiras mulheres empresárias em Portugal.

Casamento e descendênciaEditar

Casou com seu tio paterno José António Dias Quintas, Comendador, do qual teve um filho e três filhas.[3]

Referências

  1. a b "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Segundo, p. 424
  2. "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Segundo, p. 758
  3. "Nobreza de Portugal e do Brasil", Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete, Editorial Enciclopédia, 2.ª Edição, Lisboa, 1989, Volume Segundo, p. 758
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.