Mary Edwards

Mary Edwards (c. 1750 – 1815) foi uma computadora humana no feitio do the British Nautical Almanac e uma das poucas mulheres pagas diretamente pelo Board of Longitude, e cujo ganha-pão veio do seu trabalho científico na época.[1]

Ela era uma dos 35 computadores humanos que calcularam a posição do sol, lua e planetas em diferentes momentos do dia para almanaques náuticos usados na navegação.[2]

Edwards foi apresentada ao projeto do almanaque e a  Nevil Maskelyne através de seu marido. John Edwards (c 1748–1784) trabalhou no projeto para suplementar a renda da família de 1773 até a sua morte em 1784. Foi revelado que Mary havia feito a maior parte dos cálculos quando ela escreveu para Maskelyne pedindo para continuar trabalhando para sustentar a si e à suas filhas, após o falecimento de seu esposo.[3][4][5]

Conforme o tempo foi passando, a sua reputação de confiável e precisa lhe rendeu mais trabalhos. Ela continuou a trabalhar até a sua morte em 1815.[6] A sua filha, Eliza (1779-1846), também trabalhou como computadora, inicialmente ajudando e depois independentemente até a morte de sua mãe, em 1815. Ela continuou no projeto do Almanaque Náutico até 1832, quando o trabalho de computação foi centralizado em Londres.[7]

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Croarken, Mary (outubro–dezembro de 2003). «Mary Edwards: Computing for a Living in 18th-Century England.». IEEE Annals of the History of Computing. 25 (4): 9–15. doi:10.1109/MAHC.2003.1253886. Consultado em 19 de outubro de 2012 
  2. «Palimpsests, patronage and (negative) publicity in a Maskelyne cache». Board of Longitude project blog. Royal Museums Greenwich. 7 de agosto de 2012. Consultado em 19 de outubro de 2012. Arquivado do original em 29 de outubro de 2013 
  3. Pain, Stephanie (13 de março de 2004). «Lady of longitude». New Scientist. 181 (2438). ISSN 0262-4079 
  4. Higgitt, Rebekah. «Longitude, ladies and computers». The Board of Longitude project blog. Consultado em 19 de outubro de 2012 
  5. Edwards, Mary. «Correspondence [with the Board of Longitude] concerning petitions of Mary Edwards for remuneration in consideration of her past services». Cambridge Digital Library. Consultado em 2 de maio de 2015 
  6. «Papers of Nevil Maskelyne». Royal Greenwich Observatory Archives. Consultado em 19 de outubro de 2012 
  7. Croarken, Mary (2014). Higgitt, Rebekah, ed. Maskelyne: Astronomer Royal. London: Robert Hale Ltd. p. 150