Matias Vidal de Negreiros

Matias Vidal de Negreiros foi um sargento-mor brasileiro. Viveu entre os séculos XVII e XVIII

Filho bastardo de André Vidal de Negreiros, não foi reconhecido pelo pai. Mas, à revelia do testamento de André Negreiros, o rei o legitimou como filho do fidalgo, tornando-o herdeiro e nobre.[1] Em 1701 foi-lhe outorgada uma sesmaria na Paraíba, em terras do município de Santa Luzia - lugar ainda devoluto, onde habitavam índios arredios e selvagens.[2][3]

Referências

  1. Matias Vidal de Negreiros - Mulato entre a norma reinol e as práticas ultramarinas. Por Ronald Raminelli. Varia Historia, Belo Horizonte, vol. 32, n. 60, p. 699-730, set-dez 2016
  2. SILVA, Jacionira Coêlho Arqueologia no médio São Francisco. Indígenas, vaqueiros e missionários. Recife: UFPE, 2003.
  3. MACEDO, Helder Alexandre Medeiros de Outras famílias do Seridó: genealogias mestiças no sertão do Rio Grande do Norte (séculos XVIII-XIX) Arquivado em 4 de fevereiro de 2017, no Wayback Machine.. Recife: UFPE, 2013


  Este artigo sobre História do Brasil é um esboço relacionado ao Projeto História do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.