Max Reger

Johann Baptist Joseph Maximilian "Max" Reger (Brand, Alto Palatinado, 19 de março de 1873Leipzig, 11 de maio de 1916) mais conhecido conhecido como Max Reger, foi um compositor, pianista, organista, maestro e acadêmico alemão.[1] Ele trabalhou como pianista de concerto, como diretor musical na Igreja da Universidade de Leipzig, como professor no Escola Superior de música e arte dramática Felix Mendelssohn Bartholdy, e como diretor de música na corte do Jorge II, Duque de Saxe-Meiningen.

Max Reger
Max Reger en 1913.
Nascimento Johann Baptist Joseph Maximilian Reger
19 de março de 1873
Brand
Morte 11 de maio de 1916 (43 anos)
Leipzig
Sepultamento Waldfriedhof de Munique
Cidadania Reino da Baviera
Ocupação compositor, maestro, pianista, músico, musicólogo, professor universitário, organista, professor de música
Empregador Universidade de Munique, Escola Superior de música e arte dramática Felix Mendelssohn Bartholdy
Obras destacadas Requiem
Causa da morte enfarte agudo do miocárdio

Suas composições prolongaram o movimento romântico até o século XX. Reger foi aluno de Hugo Riemann e posteriormente ensinou na Universidade de Leipzig. A partir de 1911, ocupa o cargo de diretor musical da Orquestra da Corte de Meiningen. Compôs variações e fuga sobre um tema de Mozart, para orquestra, que é a sua obra mais conhecida. É autor também de obras para órgão, música de câmara, canções, obras para corais, um concerto para piano e orquestra, um concerto para violino e muitas peças para piano.

ReferênciasEditar

  1. «Max Reger». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 1 de dezembro de 2019 

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Max Reger
  Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.