Abrir menu principal

Teoria miasmática

(Redirecionado de Miasma)

A teoria miasmática ou teoria miasmática das doenças foi uma teoria biológica formulada por Thomas Sydenham e Giovanni Maria Lancisi durante o século XVII. Segundo a teoria, as doenças teriam origem nos miasmas: o conjunto de odores fétidos provenientes de matéria orgânica em putrefação nos solos e lençóis freáticos contaminados.[1] Atualmente a teoria miasmática é considerada obsoleta, ao ser consensual e aceite a teoria microbiana. Esta teoria defendia que a doença era causada por um miasma composto por odores venenosos e cheiros fétidos, provenientes de pântanos, de charcos de água estagnada e de matéria orgânica em decomposição. Muitas das medidas correntes de Saúde Pública, tais como, o enterro de cadáveres, a implementação de sistemas de esgotos, recolha dos lixos, a drenagem de pântanos, basearam-se no conceito miasmático da doença. Faz parte da história da doença, mais especificamente, no período da Idade Média.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Karina Camarneiro Jorge. «XXIV Simpósio Nacional de História» (PDF) 


  Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.