Michael Müller (cantautor)

Michael Müller (Amberg, 3 de dezembro de 197530 de maio de 2009) foi um cantautor alemão da extrema-direita. Müller foi casado com a cantora Annett Müller e viveu em Bad Lauterberg im Harz. Ele morreu na noite de 30 de maio de 2009 de uma hemorragia cerebral em consequência de câncer.[1]

Orientação políticaEditar

Müller participou desde 1997 em diversas reuniões nacionais e regionais de extremistas da direita. Desde 2000 era listado pelo Bundesamt für Verfassungsschutz (Ofício Federal para a Proteção da Constituição) como "cantor e compositor da direita." No Relatório de Proteção Constitucional 2005, Müller e sua esposa foram listados entre os artistas dos extremistas mais populares em 2005.[2] Em 2008 foi candidato do Partido Nacional Democrata Alemão nas eleições para o Landtag do estado Baixa Saxônia.[3]

Estilo musicalEditar

Suas músicas combinam músicas de rock e guitarra com textos nacionalistas e mitológicas-germânicas.

DiscografiaEditar

  • Ritter des neuen Reiches (2003)
  • Revolution (2003)
  • Wie stark der Feind auch sei (2004, indexado[4])
  • Faktor Deutschland (junto com sua esposa Annett Müller)
  • Aus dem Vergessen (2006)
  • Höllenbrut (2006)
  • Zurück von den Toten! (2008, indexado[5])

Referências

  1. «Neonazi Michael Müller tot « dokumentationsarchiv». dokmz.wordpress.com. 2011. Consultado em 11 de outubro de 2011 
  2. «Verfassungsschutzbericht 2005» (PDF). bmi.bund.de. 2009. Consultado em 11 de outubro de 2011 
  3. «abgeordnetenwatch.de: Michael Müller». abgeordnetenwatch.de. 2011. Consultado em 11 de outubro de 2011 
  4. BAnz. Nr. 60 de 31 de março de 2005, Indizierungen vom März 2005 Arquivado em 23 de junho de 2009, no Wayback Machine.
  5. BAnz. Nr. 93 de 30 de junho de 2009
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.