Mikhail Margolin

Mikhail Vladimirovich Margolin (29 de janeiro de 1906, Quieve25 de janeiro de 1975), foi um projetista de armas curtas soviético.

BiografiaEditar

Mikhail Margolin nasceu em Quieve em 1906. Sua mãe, foi Ekaterina Filippovna Klemm (nome real Greenberg-Samuilson, 1884-1942), era uma artista gráfica, morreu durante a ocupação alemã de Quieve.[1] Em abril de 1924, aos 18 anos, Margolin foi ferido na cabeça, ocasionando a perda da visão. Depois de muitos estudos, esforços e adaptações, a partir de 1933, Margolin se dedica ao desenvolvimento de armas esportivas. Criou vários sistemas de pequeno calibre: pistolas de carregamento automático e de tiro único, uma versão de treinamento de pequeno calibre da metralhadora Degtyarev e um rifle. Assumiu um cargo de chefia em 1938 em Tula.

Em 1940, Margolin retornou a Moscou e continuou o trabalho em armas esportivas baseadas na pistola TT projetada por Tokarev em 1933. Devido à Guerra ele so foi retomar seu trabalho com armas esportivas em 1946. Em 1947, ele desenvolveu a pistola esportiva de pequeno calibre MTs, usada repetidamente em campeonatos e Jogos Olímpicos. Na década de 1950, Margolin trabalhou como consultor de armas no Museu Histórico Estadual e no instituto de pesquisa policial. Em 1955, chefiou o departamento de design da Estação de Pesquisa de Fuzileiros DOSAAF, onde desenvolveu e lançou a pistola de tiro esportivo Zarya de tiro único e a pistola de ar MG-60. Mikhail Vladimirovich Margolin veio a falecer em 25 de janeiro de 1975.

Referências

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.