Milhões Que Agora Vivem Jamais Morrerão

Milhões Que Agora Vivem Jamais Morrerão é o título de um folheto ou livro de 128 páginas escrito por Joseph Franklin Rutherford, o segundo presidente da Watchtower e editado em 1920 para a chamada "Campanha dos Milhões". No mesmo resumiam-se algumas das crenças principais dos Estudantes da Bíblia e, como novidade, calculava-se que no ano 1925 cumprira-se o grão Jubileu da humanidade e ocorreria o inicio do cumprimento das diferentes profecias bíblicas sobre o reinado milenário de Jesus Cristo. Isto também incluía a ressurreição dos servos fiéis do passado; Abraham, Isaac, e Jacob entre outros muitos príncipes da antiguidade.

Cuverta do livro Milhões Que Agora Vivem Jamais Morrerão

O livro assegurava que se podiam aplicar a aquela época as palavras de Jesus em João 8:15 ("...Se alguém guardar a minha palavra, não verá jamais a morte)", e que milhões de pessoas não Testemunhas sobreviveriam a mudança mundial e não morariam jamais. Explicava-se que a gente que viviam então —a humanidade em geral— tinha a oportunidade de sobreviver até o mesmo tempo da restituição, e que então se a educaria nos requisitos de Jeová para obter a vida. Si eram obedientes, alcançariam pouco a pouco a perfeição humana. Si resultavam ser rebeldes, com o tempo seriam destruídos para sempre.

Atualmente, o conteúdo do livro já não reflete mais o ponto de vista da Watchtower. O livro foi publicado na época em que as Testemunhas de Jeová ainda eram conhecidas por Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia, como consta no início do livro.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar