Abrir menu principal

Minimal techno

(Redirecionado de Minimal)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

'Minimal Techno', ou simplesmente 'Minimal' é um estilo de música eletrônica, geralmente considerado como o subgênero minimalista derivado do Techno. É caracterizado pela repetição de batidas e sons, ou seja, pelo uso de um mínimo de elementos de composição.

Normalmente associado a sons naturais, como a pulsação,o canto dos pássaros ou quaisquer elementos sonoros repetitivos, tendo por objetivo desnudar tudo aquilo que não é necessário para sua composição. Assim chega-se a um ritmo de baixos BPM's muito indutiva a estágios de hipnose, no qual os sons conduzem o ouvinte a níveis de coordenação motora distintos de outros tipos de música eletrônica.

OrigensEditar

Este estilo de música surgiu no início dos anos 90, tendo sido desenvolvido por uma "segunda onda" de produtores associados ao Detroit Techno. Segundo Derrick May "enquanto que a primeira onda de artistas estava a desfrutar do início do seu sucesso global, a techno também estava a inspirar muitos DJ's no início das suas carreiras e produtores de quarto em Detroit". Nesta geração mais jovem estavam incluídos produtores tais como: Richie Hawtin, Daniel Bell, Robert Hood, Jeff Mills, Carl Craig, Kenny Larkin, e Mike Banks. O trabalho de vários destes artistas acabaria por se fundir no minimalísmo.

Segundo Robert Hood, no início da década dos anos 90 a música techno tinha-se aproximado demasiado da "rave", afastando-se do Techno com infusões de Soul, o qual tinha marcado o som de Detroit original. Assim existia uma necessidade de regresso às origens, surgindo então o Minimal Techno. Este era constituído por sons crus e simples, com apenas o que era essencial para fazer as pessoas mexerem, e com um grande foco no ritmo e na repetição. Esse estilo é mínimo, por isso o nome MINIMAL techno.

ReferenciasEditar

[1]

  1. Madrid, Alexandro L. (2008). electronic dance music from tijuana to the world. [S.l.: s.n.]