Montagu House (Whitehall)

Disambig grey.svg Nota: Se procura a Montagu House de Bloomsbury, veja Montagu House (Bloomsbury).
Montagu House na Era Vitoriana. Imagem publicada em 1864 pelo Illustrated London News.

Montagu House foi um palácio londrino construído em 1731 pelo 2º Duque de Montagu e totalmente reconstruído no final da década de 1850 pelo 5º Duque de Buccleuch, descendente do anterior. Ficava situado numa das mais importantes artérias de Westminster, a Whitehall, no centro de Londres.

HistóriaEditar

Em 1731, John Montagu, 2º Duque de Montagu, abandonou o grande Montagu House situado no socialmente declinante distrito de Bloomsbury, o qual se tornaria, mais tarde, nas primeiras instalações do British Museum, e comprou um lugar anteriormente ocupado pela residência dos Arcebispos de York em Londres, o qual fizera parte da área do Whitehall Palace. Construíu, então, um edifício relativamente modesto no estilo convencional da época, o qual pode ser visto na pintura que Canaletto fez da Whitehall.

No final da década de 1850, o 5º Duque de Buccleuch, descendente do 2º Duque de Montagu, um dos três ou quatro mais ricos proprietários rurais do Reino Unido, substituíu o edifício georgiano por uma das maiores residências privadas de Londres. Este novo edifício foi desenhado pelo versátil arquitecto escocês William Burn, ao estilo dos châteaux do renascimento francês. O edifício era muito admirado no seu tempo. Foi construído em pedra de Portland, com íngremes mansardas nos telhados, torres nos cantos e uma silhueta salpicada com chaminés de pedra. O interior apresentava um salão central, iluminado de cima, tectos pesadamente cofrados e grandes escadarias. O palácio alojava uma parte da excepcional colecção de arte Buccleuch, incluindo obras de Rubens e Rembrandt, além da mais refinada colecção britânica de miniaturas sem contar a Royal Collection.

Em 1917 o palácio foi tomado para servir como instalação de gabinetes governamentais, tendo sido demolido poucos anos depois. Actualmente, o local está ocupado, grosso modo, pela metade sul do edifício do Ministério da Defesa na Whitehall.

ReferênciaEditar

  • David Pearce: London Mansions: The Palatial Houses of the Nobility (B.T. Batsford Ltd, 1986)