Abrir menu principal

Monumentos do patrimônio histórico da Espanha

Os monumentos do patrimônio histórico da Espanha são uma série de realizações arquitetônicas, de engenharia ou esculturais espanholas que, pelo seu interesse e valor, desfrutam de uma proteção jurídica específica, recolhida na Lei 16/1985 de 25 de junho de 1985, do Patrimônio Histórico Espanhol[1] para a sua preservação, enriquecimento e exibição. Os monumentos são uma categoria dentro da declaração mais ampla de bens de interesse cultural. O catálogo de monumentos é gerido pela Direção Geral de Belas-Artes e Bens Culturais através da Subdireção General de Proteção do Patrimônio Histórico mediante o Registro Geral de Bens de Interesse Cultural no que também participam as diferentes comunidades autônomas espanholas. Pela sua vez, o Instituto do Patrimônio Cultural de Espanha tem a missão e funções de restauração, pesquisa, documentação, formação e assessoria na conservação do patrimônio histórico. O Registro Geral de Bens de Interesse Cultural de Espanha inclui mais de 13 000 monumentos.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. BOE de 29 de junho de 1985, disponível em mcu.es
  2. A 23 de fevereiro de 2011, a consulta à base de dados sobre bens imóveis dava uma cifra de 13 797 registros ao procurar por "Monumento"

Ligações externasEditar