Moscou (filme)

Moscou é um filme documentário brasileiro de 2009, dirigido pelo cineasta Eduardo Coutinho, sobre o dia a dia dos atores de um grupo de teatro durante os ensaios da peça "Três irmãs" de Anton Tchekhov.

Moscou
 Brasil
2009 •  cor •  77 min 
Direção Eduardo Coutinho
Género documentário
Direção de fotografia Jacques Cheuiche
Edição Jordana Berg
Idioma português

SinopseEditar

O cineasta Eduardo Coutinho acompanha o Grupo Galpão, dirigido por Enrique Diaz, durante os ensaios da peça "Três irmãs", de Tchekhov, por um período de três semanas. A peça conta a história de Olga, Macha e Irina que, sem perspectivas com a vida levada na província, sonham em voltar para Moscou.

ProduçãoEditar

Pela primeira vez em sua carreira, Coutinho não dirigiu ninguém nem deu palpites durante as gravações do projeto.[1] Ao propor a ideia ao elenco - que só saberia qual o texto no primeiro dia de filmagem, - o diretor manifestava que seu interesse maior não era o resultado final, mas a experiência do processo.[2]

Segundo o cineasta, a edição do filme levou cinco meses, a mais longa de sua carreira até ali, que fez o filme passar de quatro horas para 80 minutos.[1] O filme foi montado a partir de fragmentos dos workshops, improvisações e ensaios de uma peça que não teve e nem teria estreia.[2][3]

LançamentoEditar

O documentário teve lançamento no circuito comercial do Brasil em agosto de 2009.[1]

Referências

  1. a b c «'Moscou' vira pesadelo de Coutinho». Folha de S.Paulo. 4 de agosto de 2009. Consultado em 27 de maio de 2020 
  2. a b «Moscou». Canal Curta. Consultado em 27 de maio de 2020 
  3. «Moscou, de Eduardo Coutinho». o Estado de S.Paulo. 31 de março de 2009. Consultado em 27 de maio de 2020 
  Este artigo sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.