Abrir menu principal

Nélson Gama

futebolista português
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2012).
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Nélson António Soares da Gama, mais conhecido por Toni (Bissau, 2 de agosto de 1972) é um ex-futebolista português nascido em Bissau, hoje capital da Guiné-Bissau[1].

Toni
Informações pessoais
Nome completo Nélson António Soares da Gama
Data de nasc. 2 de agosto de 1972 (47 anos)
Local de nasc. Bissau, Guiné Portuguesa
Nacionalidade português / guineense
Altura 1,76 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
1988–1991 Porto
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1991–1993
1994
1994–1995
1995–1998
1998–2000
2000
2000–2001
2001–2003
2003–2005
2008–2009
Porto
Braga
Beira-Mar
Salgueiros
Marítimo
Burgos CF
Leça
Vilanovense
RM Hamm Benfica
US Tétange
25 (2)
19 (4)
17 (3)
72 (14)
15 (3)
8 (3)
6 (0)
55 (6)

Seleção nacional
1990–1991
1992–1994
Portugal Sub-20
Portugal Sub-21
11 (2)
21 (2)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até segunda-feira, 16 de setembro de 2019.


Um dos destaques portugueses do Campeonato Mundial de Futebol Sub-20 de 1991, Toni começou sua carreira na equipa Sub-19 do Porto. Sua primeira oportunidade na equipa principal foi durante o comando do brasileiro Carlos Alberto Silva, mas, com raras participações, foi emprestado para Braga e Beira-Mar, sem muito sucesso.

Sem chances no elenco portista, foi contratado pelo pequeno Salgueiros, onde ficou entre 1995 e 1998. Apesar de ter participado das inesquecíveis vitórias sobre o Benfica (4 a 2, em 1996) e Porto (2 a 1, em 1997), Toni não encantou em nenhum jogo.

Teve passagens desastrosas por Marítimo e Burgos CF, da 2ª divisão da Espanha, até ser contratado por mais uma equipe do futebol português, o Leça.

Toni chegou a reerguer a carreira em 2001, quando foi contratado por outra equipa de pequena expressão, a Vilanovense, onde, pela primeira vez,toda a temporada 2002/03, e com isto, se mandou para o futebol luxemburguês. Fez sua última partida oficial em 2005, atuando pelo RM Hamm Benfica. Ele ainda chegou a trabalhar na construção civil, voltando a jogar na temporada 2008-09, pelo US Tétange.

Desde 2017, trabalha como assessor no Ministério do Esporte da Guiné-Bissau[2].

TítulosEditar

Porto
Seleção Portuguesa

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Toni: Da ribalta ao anonimato». Trivela. 14 de setembro de 2007. Consultado em 14 de maio de 2019 
  2. «Ex-futebolista Toni, das obras no Luxemburgo para o governo». Público. 16 de dezembro de 2017. Consultado em 14 de maio de 2019 
   Este artigo sobre futebolistas portugueses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.