Nabusumalisir

príncipe da Babilônia

Nabusumalisir (em acádio: Nabu-shum-lishir in Akkadian.png Nabû-šum-līšir,[1] significa "Nabu, faça o nome prosperar!")[2] foi um príncipe babilônico, filho de Nabopolassar (r. 626–605 a.C.) e irmão mais novo de Nabucodonosor II (r. 605–562 a.C.).[1][3]

Nabusumalisir
Príncipe da Babilônia
Nascimento século VII a.C.
Morte 602/601 a.C. (?)
  Babilônia (?)
Dinastia caldeia
Pai Nabopolassar
Ocupação príncipe
Religião antiga religião mesopotâmica

BiografiaEditar

Durante a procissão solene por ocasião do início das obras de construção de Nabopolassar no zigurate na Babilônia, Nabusumalisir e Nabucodonosor carregavam uma cesta simbólica e uma enxada. Os príncipes não são apenas ativos na cerimônia, mas Nabusumalisir também é consagrado ao deus Marduque, talvez como um sacerdote ou simbolicamente como um "oblato do templo" em Esagila. Sendo que o texto que registra tal fato menciona a derrota dos assírios, é possível datar esse evento depois de 612 ou 609 a.C. A próxima vez que Nabusumalisir é mencionado em textos cuneiformes são nos documentos de Ebabar, datados entre o final do reinado de Nabopolassar e o início do reinado de Nabucodonosor. Tais documentos parecem indicar que o príncipe tinha interesses econômicos na área de Sipar.[4] Nabusumalisir é mencionado em uma das crônicas babilônicas, que descreve o terceiro ano do reinado de Nabucodonosor II, em um contexto pouco claro devido a danos no texto.[5][1][3] Alguns estudiosos sugerem que esta passagem pode ter descrito sua participação numa rebelião mal-sucedida contra seu irmão, o que é bem provável pois após 602 a.C. ele desaparece dos registros babilônicos.[3] A sugestão é bem plausível, já que as crônicas não costumam mencionar outras pessoas além do rei e quando o fazem é sempre no contexto de uma revolta; nem mesmo membros da família real (mesmo que morram) costumam ser mencionados nas crônicas, exceto do príncipe herdeiro.[4]

Referências

  1. a b c Wiseman, D. J. (21 de março de 1991). Nebuchadrezzar and Babylon: The Schweich Lectures of The British Academy 1983 (em inglês). [S.l.]: OUP/British Academy. p. 7
  2. Reallexikon 12, p. 524.
  3. a b c Da Riva, Rocio (1 de janeiro de 2013). «Nebuchadnezzar II's Prism (EŞ 7834): A New Edition». Zeitschrift für Assyriologie und vorderasiatische Archäologie (2). ISSN 0084-5299. doi:10.1515/za-2013-0013. p. 198.
  4. a b Riva, Rocío Da (12 de dezembro de 2013). The Inscriptions of Nabopolassar, Amel-Marduk and Neriglissar (em inglês). [S.l.]: Walter de Gruyter 
  5. «ABC 5 (Jerusalem Chronicle) - Livius». www.livius.org. Consultado em 10 de novembro de 2020 

BibliografiaEditar