Natação paralímpica

Natação paralímpica é um esporte destinado a atletas de todos os tipos de deficiência, sendo que estão divididos em dois grupos: os portadores de deficiência visual e todos os outros.

As regras são as mesmas da Federação Internacional de Natação, com adaptações, em especial às partidas, viradas e chegadas. As competições, nas categorias masculina e feminina, por equipe ou individual, abrangem os quatro estilos: crawl, bruços, costas e borboleta. As distâncias variam de 50 a 1500 metros. Os nadadores cegos podem receber um aviso do treinador quando se aproximam das bordas.

Natação Paraolímpica

Regras GeraisEditar

Na natação paraolímpica, as regras gerais são as mesmas da natação convencional com algumas adaptações, principalmente quanto às saídas, viradas e chegadas e à orientação dos deficientes visuais.

As competições são divididas em categorias masculinas e femininas, respeitando os graus de deficiência de cada nadador, e as provas disputadas podem ser individuais ou em equipe de revezamento.

Os trajes de todos os concorrentes devem ser apropriados para o esporte e não devem ser alterados e/ou modificados para ajudar ou realçar o desempenho dos nadadores. Alguns atletas podem requerer o auxílio da equipe de apoio na borda da piscina durante a competição para ajudar na sua entrada e retirada da água.

Os protestos são possíveis se as regras e os regulamentos para condução da competição não forem observados e outras circunstâncias colocarem em perigo a competição e/ou os concorrentes.

Os árbitros atuam como fiscais de prova e verificam se os estilos são respeitados, se as viradas são executadas de forma correta e contam o número de voltas realizadas. Qualquer irregularidade desclassifica o nadador. Na natação adaptada, como o próprio nome já diz, existem algumas adaptações que foram adotadas devido à incapacidade da execução de alguns movimentos.

  Este artigo sobre Natação, integrado ao projeto sobre natação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.