Nojo aos Cães

filme de 1970 dirigido por António de Macedo
Nojo aos Cães
Portugal Portugal
1970 •  pb •  93 min 
Realização António de Macedo
Produção António de Macedo e Francisco Castro
Argumento António de Macedo
Elenco Ana Leiria
Ana Zanatti
Clara Fiuza
Género drama
Lançamento 14 de abril de 1977
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Nojo aos Cães é um filme português de 1970, do género drama, realizado por António de Macedo.

SinopseEditar

Uma equipa da televisão oficial (a RTP, subentende-se) vai fazer a reportagem de uma manifestação de estudantes universitários, em Lisboa. A câmara da equipa de reportagem identifica-se subjectivamente com aquela que é usada para fazer o filme. Os manifestantes exprimem a sua revolta insultando quem filma, devido à orientação reaccionária dos repórteres e operadores da televisão. Num confronto directo entre observadores e observados, são abordados os temas da condição dos estudantes, no espírito de Maio de 1968, um ano depois da revolta estudantil de Coimbra.

Proibido em Portugal, o filme estreia no Festival de Benalmadena de 1970, em Espanha, onde ganhou o prestigiado prémio FICC (Fédération Internationale das Ciné-Clubs).

ElencoEditar


FestivaisEditar

  • Festival de Benalmadena 1970 (Espanha) - Prémio da Federação Internacional de Cineclubes.
  • Festival de Valladolid, 1970 (Espanha) - Prémio Valores Humanos
  • Festival de Bergamo 1970 (Itália)

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  Este artigo sobre um filme português é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.